A “paciência” da Suécia chegou ao fim – Portugal Notícias

Depois de vários avisos, a Suécia rompeu definitivamente um tratado fiscal com Portugal que permitia aos reformados suecos beneficiar de isenções fiscais em Portugal e na Suécia.

A partir de agora, em 2022, as autoridades fiscais suecas podem cobrar imposto sobre o rendimento dos pensionistas que recebam uma pensão paga pela Suécia e que vivam em Portugal.

Em notificação publicada no Diário da República a 1 de fevereiro de 2022, o Ministério dos Negócios Estrangeiros português confirmou que a Suécia informou a 16 de junho de 2021 que a Suécia condena as convenções bilaterais destinadas a “evitar a dupla tributação e prevenir a evasão fiscal no domínio dos rendimentos”. impostos”, assinado em Helsinborg em 29 de agosto de 2002.

O parlamento da Suécia votou a favor do cancelamento de um tratado tributário firmado com Portugal no ano passado. O tratado fiscal termina em 31 de dezembro de 2021, o que significa que, a partir de 1º de janeiro de 2022, a Suécia pode cobrar imposto sobre pensões pagas pela Suécia a residentes em Portugal.

A proposta foi enviada pelo Governo sueco ao parlamento do país, com o objetivo de criticar a convenção para evitar a dupla tributação com Portugal, tendo o Governo português sido notificado deste movimento. A origem desta Lei do Governo sueco é o facto de até agora Portugal não ter ratificado o protocolo do tratado de dupla tributação assinado pelos dois países em maio de 2019.

“Esperamos muito tempo. Fizemos um acordo em 2019. Esperamos dois anos e a nossa paciência esgotou-se”, explicou Magdalena Andersson, então ministra das Finanças, em entrevista ao jornal Público.

Chico Braga

"Explorador. Organizador. Entusiasta de mídia social sem remorso. Fanático por TV amigável. Amante de café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *