A Venezuela está aberta à Espanha, mas não a Portugal

A Venezuela renovou as restrições às ligações aéreas comerciais de passageiros, para permitir voos regulares “excepcionalmente” para Espanha, continuando a restringir os voos para Portugal.

“Excepcionalmente, apenas as operações aéreas comerciais estão autorizadas a transportar passageiros entre a República Bolivariana da Venezuela e os países da Turquia, México, Panamá, República Dominicana, Bolívia, Rússia, Cuba e Espanha”, disse um comunicado emitido pelo Conselho Civil. Instituto de Aviação, Venezuela (INAC).

Fontes diplomáticas disseram à Lusa que a Venezuela manteve restrições às operações aéreas entre Lisboa e Caracas e que “apesar de se acreditar que possa haver alguma flexibilidade, não há nada de novo nisso”.

A 12 de dezembro, o embaixador português em Caracas, Carlos de Sousa Amaro, reclamou que a Venezuela não tinha respondido ao pedido da TAP de autorização para realizar voos humanitários entre Caracas e Lisboa, apesar de ter autorizado outras empresas.

“Nós, a TAP e as nossas embaixadas em nome da TAP, reservámos dois voos humanitários em dezembro e dois voos humanitários em janeiro. O primeiro voo de dezembro partirá hoje [12 December]. Infelizmente, isso não aconteceu porque as autoridades venezuelanas não nos deram resposta, apesar da insistência e pedido que fizemos para permitir este voo”, disse à Lusa Carlos de Sousa Amaro.

Em 2020, Portugal repatriou mais de 1.200 portugueses, em cinco voos, três dos quais realizados pela TAP.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.