Alerta de vulcão continua alto nos Açores

Segundo o presidente do governo regional, cerca de 1.250 pessoas já deixaram São Jorge nos Açores desde o início da crise sismovulcânica.

Os números sobre a saída da população de São Jorge foram anunciados pelo presidente do governo regional em conferência de imprensa após encontro com o autarca das Velas, Luís Silveira, e com o presidente do Centro de Informação e Vigilância dos Açores (CIVISA ), Rui Marques.

José Manuel Bolieiro acrescentou que o mau tempo na ilha não cancelou as ligações aéreas e marítimas e não há “previsões de cancelamento”.

“Estamos muito familiarizados com nossas condições atmosféricas e com nossas condições extremas. No entanto, não podemos ignorar a possibilidade de que essas condições possam mudar repentinamente”, disse ele.

De acordo com o censo de 2021, a ilha de São Jorge tem 8.373 habitantes, dos quais 4.936 estão no concelho das Velas e 3.437 no concelho da Calheta.

Além disso, José Manuel Bolieiro disse sexta-feira que “não há razão” para alterar o alerta do vulcão de São Jorge, que se encontra no nível V4 (de cinco), devido à crise sismovulcânica na ilha.

“Não há razão para alterar o alerta sismovulcânico V4”, disse o chefe do Executivo dos Açores na ilha de São Jorge em conferência de imprensa após encontro com o presidente da Câmara Municipal de Velas Luís Silveira e com o presidente do Centro de Informação e Monitorização Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), Rui Marques.

O chefe do governo regional acrescentou que na eventualidade de um eventual grande sismo ou erupção, o “planeamento” está a decorrer com “o mais alto nível de competência”, e anunciou um “reforço de recursos” para a ilha no sector da saúde, composto por quatro médicos, cinco enfermeiros e um psicólogo.

O reforço do corpo médico visa “garantir temporariamente” que o centro de saúde da Calheta funcione “24 horas sem interrupção”.

O presidente do governo regional insistiu que “não há declaração de evacuação” do concelho de Velas, com a “exceção” para a retirada de pessoas com mobilidade reduzida e os moradores das fajãs (terras agrícolas no litoral).

O autarca das Velas, Luís Silveira, salientou ainda que a eventual evacuação de todo o concelho está “preparada”. A comunidade acrescentou que o “alerta de evacuação será transmitido pelas rádios locais, redes sociais e também pelos sinos das igrejas”.

Além disso, a CIVISA anunciou hoje que cinco sismos foram sentidos pela população da ilha de São Jorge nas últimas horas, acrescentando que a atividade sísmica continua “acima do normal”.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.