Bis de Fernandes leva Portugal aos oitavos-de-final do Mundial – Desporto

DOHA (Reuters) – Bruno Fernandes marcou dois gols na vitória de Portugal por 2 x 0 sobre o Uruguai na segunda-feira e os colocou nas oitavas de final da Copa do Mundo ao lado de França e Brasil.

O meio-campista do Manchester United marcou um chute cruzado aos nove minutos do segundo tempo e, em seguida, acrescentou uma penalidade nos acréscimos após uma bola de handebol de José Maria Gimenez.

O jogo no espetacular Estádio Lusail, com capacidade para 89.000 pessoas, em Doha, também contou com o primeiro intruso de campo do torneio do Qatar – o homem carregando mensagens de apoio às mulheres da Ucrânia e do Irã e agitando a bandeira do arco-íris.

Com Portugal já classificado, o Uruguai agora precisa vencer Gana na última partida do Grupo H para ter alguma chance de se classificar.

Ambas as equipas fizeram três alterações desde os primeiros jogos, com Portugal a trazer o veterano Pepe para substituir o lesionado Danilo Pereira, que fracturou uma costela durante um treino.

Pepe é o terceiro jogador de campo mais velho na história da Copa do Mundo.

Portugal dominou o primeiro tempo, controlando a bola e criando várias chances, mas nunca testou o goleiro uruguaio Sergio Rochet.

Os atacantes uruguaios Edinson Cavani e Darwin Nunez tiveram muita falta de bola, mas os sul-americanos ainda tiveram as melhores chances no primeiro tempo.

Rodrigo Bentancur pegou na própria área e saltou para a frente, passando por entre dois zagueiros para ficar cara a cara com o goleiro Diogo Costa, que espalmou bem para defender o chute do meio-campista.

O capitão de Portugal, Cristiano Ronaldo, esteve praticamente invisível nos primeiros 45 minutos, mas encantou os torcedores com um passe de ombro para William Carvalho, que chutou de voleio para o gol.

atacante de campo

O drama principal veio após o intervalo.

Momentos depois que o atacante do campo entrou em campo carregando uma bandeira do arco-íris LGBTQ e com mensagens de apoio às mulheres ucranianas e iranianas em sua camisa, apenas para ser abordado de forma espetacular pela segurança, Portugal saiu na frente.

Fernandes abriu espaço pela esquerda e cruzou para dentro, com Ronaldo quebrando o impedimento para tentar de cabeça.

Com a bola alojada na rede, Ronaldo comemorou, mas a FIFA decidiu que ele não tocou na bola, negando-lhe assim o nono gol da Copa do Mundo, que o colocaria empatado com o grande português Eusébio.

O técnico do Uruguai, Diego Alonso, contratou os atacantes Maxi Gomez e Luis Suárez quando o sul-americano começou a pressionar tarde demais e os dois estiveram perto de empatar.

O chute rouco de 20 jardas de Gomez acertou a trave novamente com Costa derrotado, enquanto Suarez acertou a rede lateral de perto.

Com os 90 minutos chegando ao fim, Fernandes deu um tapa em Gimenez, cuja mão esquerda desviou a bola do meio-campista e o impediu de ficar cara a cara com Rochet.

O árbitro iraniano Alireza Faghani marcou um pênalti após verificação do VAR e Fernandes mandou Rochet para o lado errado após seu salto característico, perdendo a corrida.

Ele então quase completou o hat-trick, mas acertou a trave de 20 jardas.

Chico Braga

"Explorador. Organizador. Entusiasta de mídia social sem remorso. Fanático por TV amigável. Amante de café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *