Britânico exige deportação de Portugal

Depois de tentar ligar milhares de vezes ao SEF para obter a sua autorização de residência, Jeremy Moore exige agora a sua deportação porque não quer ser um imigrante ilegal.

Jeremy Moore é um cidadão britânico de 62 anos a residir em Portugal desde junho de 2021. Desde que chegou do Reino Unido, ele fez tudo pelo livro, conseguiu um número de contribuinte, uma conta bancária e comprou um imóvel. No entanto, ele não pode obter um elemento importante – uma autorização de residência.

“Para ter residência aqui tenho de contactar o SEF, mas quando tento ligar – e já tentei mil vezes – nunca atendem”, disse. O Notícias de Portugal.

Esta situação tornou-se intolerável. Jeremy Moore ama Portugal, a mulher é portuguesa como a sogra e vendeu a casa no Reino Unido para se mudar para Portugal e reformar-se, mas recusa-se a viver à sombra da lei. No entanto, apesar dos seus melhores esforços, não consegue encontrar uma forma de marcar uma consulta ou falar com o SEF por telefone.

“Depois de tentar acertar minha residência por seis meses é um pouco chato porque estou tentando ser um bom cidadão, estou tentando fazer tudo pelo livro, mas fiquei aqui por mais de 90 dias, me cruzei na fronteira, então sou um imigrante ilegal”, disse ele.

Exigir a expulsão do SEF

Em e-mail para o SEF, para o As notícias de Portugal Uma vez que teve acesso, explicou sua situação e concluiu dizendo que era um imigrante ilegal e deveria ser deportado. Ele também faz algumas perguntas ao SEF: “Você vem me prender? Meu endereço está abaixo; Você tem meu número de telefone e endereço de e-mail, você pode me dizer para onde ir para a deportação?; Devo ir à GNR vomitar?”.

Ele acrescentou: “É muito triste que tenha chegado a isso e minha esposa está muito chateada e não quer que eu volte para o Reino Unido, mas eu não quero estar aqui como imigrante ilegal, então você tem o dever de me deportar e me levar de volta ao meu país de origem”.

Na resposta do SEF, dizem reconhecer que há um problema dentro do sistema que precisa de ser resolvido, que dizem ser resultado da pandemia e do crescente número de pedidos dos cidadãos. Eles também dizem que estão trabalhando para encontrar soluções para esse problema. No entanto, o SEF não apresenta soluções específicas para este caso.

Uma resposta inaceitável

“É uma situação ridícula. Não devemos aceitar isso. Todos devemos solicitar a deportação, todos os que não têm autorização de residência. Exigimos a deportação, expulsem-nos! Metade do Algarve estará vazio. Portugal está a tentar incentivar o investimento, está a tentar encorajar as pessoas a virem para cá, mas nem se deram ao trabalho de atender o telefone”, lamentou.

Considera que esta falta de resposta das autoridades portuguesas é má publicidade para Portugal. Apesar disso, ama o país e elogia os portugueses. “Os portugueses não são assim. A cultura portuguesa tem tudo a ver com ser educado e respeitar os outros. Esta agência governamental não é portuguesa, são extraterrestres e não se comportam como os portugueses”.

Jeremy Moore ama este país, mas quer acertar. “Não tenho intenção de infringir nenhuma lei e não quero me sentir indesejado neste país.” A única coisa que ele pede é a capacidade de entregar os documentos e se tornar um imigrante legal em Portugal – o país que ele escolheu passar a vida com a família.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *