Comboios portugueses poupam eletricidade com tecnologia norueguesa

Vários países estão agora a utilizar a tecnologia norueguesa, que traz poupanças impressionantes tanto para o clima como para a sociedade, e Portugal será o próximo.

Se toda a Europa adotasse a tecnologia norueguesa, seria possível obter economias coletivas de energia equivalentes ao consumo de 35 milhões de residências.

Na Noruega, o transporte é responsável por 1/3 das emissões climáticas e esta ferrovia responde por apenas 0,3%, mostrando que os trens consomem menos energia por passageiro de todos os modos de transporte. Apesar disso, o Bane NOR ainda está trabalhando para criar uma ferrovia ainda mais ecológica e sustentável, e uma parte importante disso é o Erex, um sistema de economia de energia que pode economizar cerca de 30% da eletricidade usada pelos trens.

Dyre Martin Gulbrandsen, chefe de comércio de energia da Bane NOR, disse:

“Graças a esse sistema, os trens agora usam apenas 75% da energia que costumavam usar. Isso leva a custos de energia mais baixos para os operadores de trem e protege o meio ambiente do consumo de energia desnecessário. Uma verdadeira situação ganha-ganha.”

O sistema inovador foi desenvolvido pela Bane NOR e será operado em Oslo, que também é líder na demonstração de abordagens verdes para seus vizinhos europeus.

Dyre Martin Gulbrandsen explica ainda:

“Consideramos que a colaboração e o compartilhamento de conhecimento são cruciais e esperamos compartilhar a tecnologia com qualquer país que deseje fazer parceria conosco. Temos, portanto, focado em um grande esforço conjunto, aprendendo uns com os outros e compartilhando custos. Estamos satisfeitos por Portugal estar agora a juntar-se ao esforço”,

Nove países já aderiram e estão usando a tecnologia: Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Luxemburgo, Holanda, Espanha, Suíça, Suécia e Noruega. Portugal está agora a embarcar e tornou-se um parceiro de teste e caminha para uma parceria completa. Durante a fase de testes, Portugal conhece o sistema e recolhe experiências dos restantes membros.

Os benefícios climáticos do sistema são obtidos medindo e monitorando o consumo de energia dos trens e isso pode ser feito com dados coletados pela Erex. Os operadores de trem podem analisar onde e quando geram e consomem mais eletricidade, e isso mostra como os maquinistas devem dirigir para minimizar o consumo.

Dyre Martin Gulbrandsen explica ainda:

“Os trens modernos funcionam como um carro elétrico. O trem gera eletricidade ao frear e usa mais eletricidade quando precisa de energia para acelerar.”

A economia de energia pode ser alcançada durante a frenagem e alterando a maneira como os motoristas dirigem para usar menos eletricidade.

Dyre Martin Gulbrandsen também diz:

“Descobrimos que certos maquinistas conseguem economias de combustível de até 30 por cento. Essa energia é realimentada na rede elétrica através da catenária e pode ser revendida para outros trens ou consumidores como você e eu. Anteriormente, grande parte dessa energia era perdida por aquecimento e frenagem.”

“Isso é crucial para o clima e para que as ferrovias se tornem ainda mais competitivas”,

Sobre a Erex:

  • Erex é um sistema de TI que usa sistemas avançados de medição de energia em trens.
  • Foi desenvolvido em 2003 pelo antecessor do Bane NOR, a Administração Ferroviária Nacional Norueguesa. O sistema está sendo desenvolvido e operado pela Bane NOR.
  • Permite que os operadores ferroviários entendam seu consumo de energia para que possam reduzir tanto o consumo quanto os custos.
  • A informação da Erex serve como fonte de formação de maquinistas para que possam desenvolver hábitos de condução eficientes e de poupança de energia desde o início.
  • O sistema reduz o consumo de energia dos trens em até 25-30 por cento.
  • Existem 7.000 trens na Europa que usam essa tecnologia.
  • A Erex é propriedade de uma coalizão de organizações ferroviárias em nove países europeus: Suíça, Espanha, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Dinamarca, Finlândia, Suécia e Noruega. Esta parceria chama-se Eress.
  • A UE exige que todos os comboios tenham a oportunidade de utilizar este tipo de tecnologia de poupança. O sistema norueguês Erex é o único totalmente desenvolvido de acordo com a regulamentação da UE

Isabela Carreira

"Organizador sutilmente encantador. Ninja de TV freelancer. Leitor incurável. Empreendedor. Entusiasta de comida. Encrenqueiro incondicional."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.