Ex-seleccionador de Portugal, Santos é nomeado seleccionador da Polónia

Fernando Santos, que treinou a seleção de Portugal até o mês passado, foi nomeado o novo técnico da Polônia na terça-feira.

“A partir de hoje, sou polonês. Sou um de vocês”, declarou Santos na cerimônia oficial em Varsóvia.

“É uma honra continuar o meu trabalho como treinador aqui”, acrescentou.

“Estou convencido de que vamos trabalhar duro para dar muita alegria aos poloneses. Tenho certeza que teremos sucesso”, disse Santos a jornalistas na coletiva de imprensa convocada para anunciar a indicação.

Santos, de 68 anos, sucede a Czeslaw Michniewicz, que foi demitido no mês passado após cair nas oitavas de final da Copa do Mundo do Catar.

A Polônia terminou em segundo lugar no grupo, derrotando a Arábia Saudita, empatando com o México e perdendo para a eventual campeã Argentina.

Pela primeira vez em 36 anos, eles foram eliminados nas oitavas de final, após uma derrota por 3 a 1 para a eventual vice-campeã França.

Santos, nascido em Lisboa, renunciou ao cargo de técnico de Portugal em dezembro, depois que o time sofreu uma derrota chocante para o Marrocos nas quartas de final da Copa do Mundo.

Santos, que foi nomeado técnico de Portugal em setembro de 2014, conquistou o primeiro título importante do país na Euro 2016 e seguiu com a Liga das Nações em 2019.

No entanto, sua gestão também viu eliminações nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018 e da Euro 2020.

Santos também treinou a seleção grega de 2010 a 2014.

“A escolha foi difícil, mas escolhemos o melhor”, disse Cezary Kulesza, presidente da Federação Polaca de Futebol.

“Nosso primeiro objetivo é nos classificarmos para o Campeonato Europeu”, que será realizado na Alemanha em 2024, acrescentou.

Quando revelou pela primeira vez o nome do novo técnico, Kulesza se pronunciou incorretamente e o chamou de ‘Felipe’ em vez de Fernando, ridicularizando a mídia local.

Em uma de suas primeiras entrevistas com a mídia polonesa, Santos disse ao site de notícias Interia que seu foco principal é a vitória.

“O futebol não é uma pintura nem… a música de Chopin. É muito mais simples: se você não sofrer e marcar, então você ganha. Isso é tudo.”

Santos disse que pretende se mudar para Varsóvia e conhecer o time.

“Não quero ser o cara que você só vê durante as partidas e em ocasiões especiais”, disse ele.

“Quero conhecer as pessoas do futebol polonês e quero que elas me conheçam.”

bur-mmp/amj/pb

Aleixo Garcia

"Empreendedor. Fã de cultura pop ao longo da vida. Analista. Praticante de café. Aficionado extremo da internet. Estudioso de TV freelance."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *