Giorgio Armani e convidados escapam dos incêndios na ilha da Sicília como villa de férias ameaçada por incêndio – NBC Boston

Os bombeiros trabalharam na quinta-feira para extinguir os restos de dois incêndios florestais em uma ilha siciliana que forçaram o estilista Giorgio Armani e dezenas de outros a deixar suas casas de férias durante a noite.

Uma foto da ilha de Pantelleria mostrava um incêndio na vila de Armani, mas a assessoria de imprensa do estilista italiano disse que parou na propriedade. Armani e convidados são evacuados para um barco no porto.

O chefe da agência de proteção civil da região, Salvatore Cocina, disse que há suspeita de incêndio criminoso em dois incêndios florestais que forçaram cerca de 30 pessoas a procurar abrigo em barcos ou em partes mais seguras da ilha. Os bombeiros usaram aeronaves Canadair para extinguir o fogo, juntamente com equipes de terra para proteger a casa. As autoridades disseram que nenhum prédio parecia estar faltando.

O prefeito da ilha, Vincenzo Campo, disse à agência de notícias italiana ANSA que dois aviões estavam tentando extinguir o último incêndio em terreno difícil e os ventos diminuíram.

“Depois do susto excruciante da última noite e das noites passadas no trabalho, Pantelleria voltou ao normal”, disse Campo. “Parece que o pior já passou.”

As autoridades locais pediram qualquer informação que ajudasse a identificar a causa do incêndio, que começou em dois locais a 400 metros de distância.

Pantelleria, localizada entre a Sicília e a Tunísia, é uma praia popular e destino de trekking que inclui antigos sítios arqueológicos e formações geográficas naturais.

Os cientistas dizem que o aquecimento global continuará a tornar o clima mais extremo e os incêndios florestais mais frequentes e destrutivos. Grande parte da Europa Ocidental experimentou pouca chuva neste verão, e as condições de seca, juntamente com o clima quente, alimentaram incêndios florestais devastadores.

2020 é a pior temporada de incêndios florestais já registrada – e os incêndios florestais estão ficando cada vez mais destrutivos. Saiba o que a causa e como as mudanças climáticas contribuem.

Até agora, neste verão, os incêndios florestais na Espanha enegreceram mais de 700.000 hectares, a maior área desde que a União Europeia começou a coletar dados de satélite em 2006.

O Programa de Observação da Terra da União Europeia disse que um clima mais quente era esperado na Espanha, já que dois incêndios florestais “catastróficos” queimaram no leste do país. Os incêndios nas províncias mediterrâneas de Alicante e Castellón queimaram mais de 13.000 hectares, disse a agência da União Europeia.

Entretanto, as autoridades em Portugal informaram que um incêndio que ardia há quase duas semanas nos pinhais do parque nacional da Serra da Estrela foi controlado. No entanto, as autoridades alertaram que as previsões meteorológicas indicavam que uma nova onda de calor perigosa era iminente.

Altas temperaturas, ventos fortes e seca severa ajudaram a sustentar o incêndio no parque, onde ravinas profundas e encostas íngremes dificultavam o combate aos incêndios.

Mais de 1.100 bombeiros permanecem na Serra da Estrela, atentos a focos de calor e brasas que podem ser sopradas para a floresta intocada, disse a Agência de Proteção Civil, um departamento do governo.

Os incêndios queimaram mais de 26.000 hectares (64.000 hectares) de floresta, segundo dados da União Europeia – cerca de um quarto da área do parque.

Na quarta-feira, o limite de incêndio atingiu 160 quilômetros, disseram autoridades de emergência, e saltou sobre um aceiro de 125 metros de largura que havia sido limpo desde o último grande incêndio na área, em 2017.

Os bombeiros disseram que era uma indicação de que o país estava lutando contra uma “nova geração” de incêndios florestais que são mais difíceis de conter em meio às consequências das mudanças climáticas.

As temperaturas em Portugal começarão a subir, atingindo 39 graus Celsius (102,2 F) no interior no sábado, enquanto o país experimenta sua terceira onda de calor no verão.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *