Greve corta serviços de metrô em 75%

“Apenas os serviços mínimos estipulados foram atendidos. Neste momento há um grande desfasamento entre comboios que pensamos que vai aumentar de dia para dia”, disse Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS).

Os sindicalistas acrescentaram que durante as horas de ponta não estariam reunidas as condições de segurança necessárias devido ao aumento do fluxo de pessoas às plataformas e comboios.

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa entraram hoje em greve 24 horas, das 00:00 às 24:00, por melhores condições de trabalho e aumento salarial.

Os efeitos da paralisação começaram a fazer-se sentir na noite de segunda-feira, com todas as estações a encerrarem às 23h00, duas horas mais cedo do que o habitual.

Hoje, o metrô funcionará “das 6h30 à 1h, mas com 25% de tráfego normal, com tempos de espera mais longos do que o normal”, informou a empresa em nota publicada em seu site.

O Metro de Lisboa opera diariamente em quatro linhas: Amarela (Rato-Odivelas), Verde (Telheiras-Cais do Sodré), Azul (Reboleira-Santa Apolónia) e Vermelha (Aeroporto de São Sebastião). Por norma, o metro funciona entre as 06:30 e as 01:00.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *