Investimento de 10 milhões de euros em novo hospital no Algarve

A cerimónia de apresentação do projeto e assinatura do contrato entre o Grupo Lusíadas Saúde e a administração do resort decorreu no antigo edifício da Lusotur, da autoria do arquiteto Francisco Keil do Amaral, que alberga o novo hospital após “reabilitação e obras civis”.

“O Hospital Lusíadas Vilamoura vai reforçar a oferta de cuidados de saúde no concelho mais extenso e populoso do Algarve, contribuindo de forma duradoura e sustentável para o desenvolvimento socioeconómico da região”, afirmou o Presidente Executivo (CEO) da Lusíadas SaúdeVasco Antunes Pereira.

O autarca de Loulé, Vítor Aleixo, congratulou-se com este “investimento numa zona turística de altíssima qualidade, juntando-se a outras já existentes na região” e que vai beneficiar a população de todo o concelho.

“Esta iniciativa beneficiará também de investimentos públicos e privados pensados ​​e desenvolvidos na área do envelhecimento ativo e saudável, um segmento com futuro e grandes oportunidades”, disse Vítor Aleixo.

Cirurgia ambulatória

Em plena capacidade, a nova unidade terá capacidade para realizar cerca de 4.500 consultas e 200 cirurgias ambulatoriais por mês, segundo o grupo de saúde.

“Vilamoura tem uma procura durante todo o ano de uma população ‘menos residente’ e consideramos que são eles [hospital offer, currently,] não chega”, disse Vasco Antunes Pereira.

Segundo a Lusíadas Saúde, esta unidade de 1.700 metros quadrados pretende responder aos interesses e necessidades da população “residente e turística”, sendo o primeiro hospital do sul de Portugal Continental “dedicado exclusivamente à cirurgia de ambulatório”.

“Em termos de capacidade, a unidade vai incluir cuidados permanentes, mais de 20 gabinetes de consulta, salas de tratamento e exames, blocos operatórios e pequenos blocos operatórios, uma unidade de gastroenterologia e uma área de imagiologia equipada com equipamentos tecnológicos especializados e de ponta, como ressonância magnética, tomografia computadorizada (TAC), raio-X, mamografia, ultrassom, entre outros”, disse o grupo de saúde em um comunicado.

Marco Soares

Entusiasta da web. Comunicador. Ninja de cerveja irritantemente humilde. Típico evangelista de mídia social. Aficionado de álcool

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *