Lisboa e Porto as melhores cidades para viver, visitar e fazer negócios

A notícia vem do ranking anual da Bloom Consulting, divulgado hoje.

Lisboa e Porto são as melhores cidades para viver, visitar e fazer negócios, de acordo com uma pesquisa recém-divulgada da consultoria Bloom Consulting.

O estudo, que se baseia em 2021, avalia o desempenho socioeconómico de 308 municípios de Portugal. O relatório usa uma variedade de métricas, incluindo a capacidade de cada cidade de atrair turistas, investidores e novos moradores.

Os dados são então convertidos em três classificações separadas: melhor para morar, melhor para visitar e melhor para investir. As três classificações são então combinadas em uma classificação final ponderada. Lisboa e Porto lideram em todas as métricas deste estudo, tal como nos anos anteriores. Seguiram-se Cascais, Braga e Coimbra.

Sem Algarve ou Açores

Nenhum município do Algarve ou dos Açores está entre os dez primeiros. No entanto, Albufeira subiu para o terceiro lugar no ranking dos “melhores a visitar”, seguido por Portimo e Sintra, respetivamente.

Ponta Delgada garantiu o primeiro lugar em todas as métricas nos Açores, assim como vora no Alentejo, Lisboa na região da capital, Porto no norte e Funchal na Madeira. Faro é a melhor classificação geral do Algarve e é também o melhor local da região para negócios e residências.

A consultoria também concedeu o prêmio “Marca Estrela” aos municípios que obtiveram bom desempenho no ranking. A marca Star foi atribuída a Setúbal (geral), Braga (negócios), Vila Nova de Gaia (ao vivo) e Albufeira (visitante).

Madeira (+47%) e Açores (+45%) são as regiões que mais cresceram nesta edição. Além disso, pela primeira vez desde o início da pandemia, todas as regiões apresentaram crescimento neste estudo.

Bom ao ar livre

Natureza, parques, aventura e ar livre são os temas que têm registado o maior aumento de procuras em Portugal nos últimos anos.

“Parques” é o tópico de maior crescimento em 2021, com mais de um milhão de pesquisas anuais em 308 cidades.

Além de “jardins”, os tópicos de pesquisa que registraram os maiores aumentos foram “parques de diversões” (+63%), “mercados tradicionais” (+59%) e “desigualdade e intolerância” (+49%).

Por outro lado, as pesquisas por temas como “setor automóvel” (-37%), “caça” (-33%) e “alojamento familiar” (-10%) caíram.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.