Loeb não sabe o que esperar do regresso ao WRC em Portugal

O nove vezes campeão do WRC retornará à primeira classe do rali pela primeira vez desde que derrotou o rival Sebastien Ogier, conquistando sua 80ª vitória na carreira em um esforço único na abertura da temporada em Monte Carlo, em janeiro.

Desde então, Loeb garantiu um novo contrato para disputar o primeiro rally de cascalho da temporada em um M-Sport Ford Puma em Portugal, onde se juntará a um grupo de 12 máquinas híbridas de Rally1, incluindo o oito vezes campeão Ogier, que vai reprisar seu papel. Campanha do tempo com a Toyota.

Loeb provou-se imediatamente no asfalto com o Puma em Monte Carlo, mas um primeiro rally de cascalho para os carros Rally1 apresentará aos pilotos um novo desafio.

O francês e a sua co-piloto Isabelle Galmiche conseguiram completar um teste pré-evento em Portugal e Loeb espera que não fique longe do pódio.

O piloto de 48 anos viaja para Portugal depois de competir na abertura do DTM em Portimão no início deste mês, onde terminou em 16º e 18º nas corridas.

“A primeira sensação do Puma no cascalho durante nosso teste foi muito boa, fiquei muito feliz com a sensação que tive quando trabalhamos nas configurações de suspensão e diferencial”, disse Loeb, que também competiu nas 50ª corridas do WRC. comemorações neste fim de semana.

“Apenas um dia de testes não é muito quando é a primeira vez que você dirige um carro no cascalho, mas no final fiquei feliz com a sensação que tive.

“Meu objetivo será encontrar um ritmo o mais rápido possível, espero estar em um bom ritmo para lutar pela frente, se não pudesse estar longe do pódio seria uma boa conquista.

“Os desafios do Rally de Portugal para mim será ser quarto na estrada, limpar as estradas é sempre um desafio neste tipo de rally quando está seco.

“Eu realmente não sei o que esperar lá, então temos que fazer um bom primeiro dia e para o resto vamos ver onde estamos.”

Sebastien Loeb, Isabelle Galmiche, M-Sport Ford World Rally Team Ford Puma Rally1, test drive

Foto por: M-Sport

Loeb pilotará um dos cinco Ford Pumas da M-Sport no evento, juntamente com os regulares Craig Breen, Gus Greensmith, Adrien Fourmaux e Pierre-Louis Loubet, que fará a segunda das sete largadas programadas em 2022.

“Portugal é sempre um rally difícil e como é o nosso primeiro rally de cascalho com o novo carro, provavelmente será um grande desafio”, disse o chefe da equipe M-Sport, Richard Millener.

“Com uma formação de cinco carros, a equipe trabalhou em circunstâncias excepcionais desde a Croácia e é um momento de orgulho para todos nós sermos o primeiro fabricante a colocar cinco carros Hybrid Rally1 em um único evento.

“Após nosso programa de testes e desenvolvimento no ano passado e o feedback de nossos testes pré-evento, acho que o Puma Hybrid se sairá bem no cascalho, pois nossos pilotos se sentirão confortáveis ​​e confiantes no carro.

“Um grande ponto de empolgação dentro da equipe é o retorno de Seb e Isabelle à equipe depois de nos guiar à vitória no Monte no início deste ano.

“É estranho pensar que só fizemos duas corridas desde então, mas estamos muito animados por tê-los de volta para o primeiro evento de cascalho da temporada. É particularmente importante ter connosco este ícone do desporto no mesmo fim-de-semana em que celebramos os 50 anos do WRC; o momento é simplesmente perfeito.”

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.