Manchester United toma ‘medidas razoáveis’ após entrevista com Ronaldo

DOHA, Qatar (AP) – O Manchester United “tomou as medidas apropriadas” em resposta à entrevista explosiva de Cristiano Ronaldo com Piers Morgan.

A equipe jurídica do clube da Premier League esperou para ver imagens completas da discussão de 90 minutos em que Ronaldo criticou o técnico do United, Erik ten Hag, companheiros de equipe e os proprietários.

“O Manchester United tomou as medidas apropriadas esta manhã em resposta à recente entrevista de Cristiano Ronaldo à mídia”, disse o clube na sexta-feira. “Não teremos mais comentários até que este processo seja concluído.”

Ronaldo, de 37 anos, está no Catar para disputar sua quinta Copa do Mundo com Portugal. Mas seu futuro em Old Trafford parece ter acabado, já que a posição do atacante é amplamente vista como insustentável, mesmo antes da entrevista completa ser transmitida na quarta e quinta-feira.

Uma possível saída foi complicada pelo número limitado de clubes capazes de pagar seu salário de cerca de £ 500.000 ($ 590.000) por semana. No entanto, se for constatado que ele violou o contrato, um resultado possível pode ser o cancelamento de seu acordo.

Os dirigentes do United não sabiam que uma entrevista havia ocorrido e tiveram que esperar que fosse ao ar na TalkTV antes de determinar a posição legal do clube.

A United também disse que deseja que o processo seja concluído rapidamente.

Os comentários de Ronaldo aumentaram alguns meses amargos desde que Ten Hag assumiu o comando no final da temporada passada.

O treinador do United já deixou o internacional português de fora e obrigou-o a treinar fora da equipa quando se recusou a entrar frente ao Tottenham.

“Acho que ele não me respeita da maneira que eu deveria merecer”, disse Ronaldo. “Mas é o que é. Deve ser por isso que deixei o jogo contra o Tottenham. … Por isso eu digo que não tenho respeito por ele porque ele não tem respeito por mim.

“É por isso que estamos nessa situação. Eu honestamente tenho que dizer que não está indo bem por causa disso. Porque empatia não existe.”

Ronaldo, que não conseguiu se transferir para um clube da Liga dos Campeões fora da temporada, abriu caminho para uma possível saída na janela de transferências de janeiro.

“Talvez seja bom para o Manchester e provavelmente bom para mim também começar um novo capítulo”, disse ele. “Provavelmente. Mas eu não sei.

“Quando eu voltar, serei o mesmo Cristiano. Mas espero que as pessoas estejam do meu lado e me deixem brilhar como fiz em todos os clubes e todos esses anos”.

___

Cobertura AP da Copa do Mundo: https://apnews.com/hub/world-cup e https://twitter.com/AP_Sports

___

James Robson pode ser encontrado em https://twitter.com/jamesalanrobson

Alberta Gonçalves

"Leitor. Praticante de álcool. Defensor do Twitter premiado. Pioneiro certificado do bacon. Aspirante a aficionado da TV. Ninja zumbi."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *