Médicos estão indignados com declarações do ministro da Saúde

Os médicos reagiram com consternação às declarações da ministra da Saúde, Marta Temido, ontem no Parlamento.

Referindo-se à necessidade urgente de novos profissionais de saúde no Hospital de Setúbal, referiu que “aspectos como a resiliência são tão importantes como a competência técnica, pois estas profissões exigem grande capacidade de resiliência e de lidar com o stress e a pressão”.

Talvez ela não quis dizer isso, mas seus comentários foram interpretados no sentido de que os médicos que saem do hospital para protestar contra a falta de condições não são suficientemente resistentes e incapazes de lidar com estresse ou pressão.

Quanto ao limite de “horas extraordinárias” de 150 horas esperado dos médicos, ela piora a situação ao reconhecer que tal limite “é impossível de ser alcançado em nosso sistema de saúde”.

A realidade, sublinha Miguel Guimarães, Presidente do Conselho Geral de Medicina, é que os médicos muitas vezes têm de trabalhar até 600 horas extraordinárias por ano.

“Não passa um dia sem que milhares de horas extraordinárias” sejam trabalhadas por profissionais médicos, o que “não é apenas ruim para os médicos” – em termos de desgaste, falta de tempo presencial – “mas também para os pacientes” como eles são Chame a atenção de um profissional revisto.

Os últimos meses foram intercalados com citações sobre médicos e enfermeiros exigindo “exclusão de responsabilidade” (clique aqui). Este é um mecanismo que existe para os profissionais médicos que percebem que estão trabalhando com capacidade.

Desde ontem, Marta Temido garantiu que serão investidos mais 7 milhões de euros nas questões de pessoal de Setúbal, para além dos 17 milhões já investidos na expansão do Hospital de São Bernardo da cidade.

Se os fundos adicionais vão longe o suficiente é questionável. Detalhes recentes sugerem que o governo estava preparado para trazer 10 novos médicos a Setúbal se a necessidade for “sete vezes maior”, segundo os sindicatos FNAM e SIM (clique aqui).

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.