Nova lei, falência durará três anos

Novas leis foram anunciadas para fornecer uma segunda chance para empresas e indivíduos falirem.

O processo de falência é o último recurso para indivíduos e famílias com dívidas excessivas. Isso tem um impacto sobre o patrimônio do devedor, porque o tribunal ordenou a venda dos bens do devedor para saldar suas dívidas.

Neste caso, o DPR e o Comissão Europeia sentiu a necessidade de legislar a este respeito, visando salvar algumas empresas e particulares em situações de sobreendividamento. “Entre essas medidas, a mais impactante é a redução do período de insolvência de cinco para três anos”, DECO explicou.

Ao reduzir o período de falência para três anos, deve ser possível garantir a possibilidade de uma segunda chance após três anos se a empresa ou o indivíduo cumprir todos os requisitos. Além disso, essa nova regra se aplica não apenas aos novos processos de falência, mas também aos já existentes.

No entanto, do ponto de vista da DECO, falta fortalecer a informação financeira para educar os insolventes. “O Parlamento não aproveitou a oportunidade para criar novos mecanismos que permitam o acesso a mecanismos financeiros que permitam a sua reeducação financeira”.

Além disso, a DECO pode apoiá-lo em caso de dívida excessiva. Para mais informações, consulte: www.gasdeco.net/literacia-financeira.

E-mail: deco.algarve@deco.pt
Também é possível agendar uma consulta via Skype


Siga a DECO Algarve nas redes sociais:
www.facebook.com/AssociacaoDECO
https://twitter.com/DECOAssociacao
https://www.instagram.com/decoassociacao/
https://www.linkedin.com/company/decoassociacao/

Chico Braga

"Explorador. Organizador. Entusiasta de mídia social sem remorso. Fanático por TV amigável. Amante de café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.