O fotojornalista de Portimão apresenta a exposição “75 Dias na Ucrânia”.

Uma exposição de fotografias assustadoras tiradas na Ucrânia devastada pela guerra pelo fotojornalista de Portimão João Porfírio será inaugurada às 18h de sábado (16 de julho) no renovado edifício Lota.

A exposição, intitulada 75 Dias na Ucrânia, apresenta fotografias tiradas após a invasão russa em várias cidades ucranianas, como Kyiv, Bucha, Irpin, Borodianka, Hostomel, Kharkiv, Mikolajiv, Odessa, Lviv e Zaporizhzhya.

Cada foto contará uma história diferente da guerra e será exibida em uma “ordem considerada”.

“Cada imagem fará sentido na área exata (será apresentada) e na sua dimensão específica”, afirmam os organizadores, acrescentando que a exposição terá a curadoria de Mário Cruz, duas vezes vencedor do World Press Photo Award e um dos fotojornalistas de maior sucesso.

Para tornar a experiência ainda mais imersiva, o edifício Lota será transformado em zona de guerra, com várias fotos expostas em um ‘bunker’ onde os visitantes encontrarão uma TV com vídeos filmados por Porfírio na Ucrânia.

A exposição apresenta ainda diversos objectos trazidos a Portugal pelo fotojornalista, desde fardas militares russas a restos de equipamento militar e insígnias.

Sacos de areia também são colocados ao longo das janelas do Lota para recriar as defesas ucranianas durante a invasão.

O fotojornalista de Portimão apresenta a exposição “75 Dias na Ucrânia”.

Enquanto isso, uma playlist de música ambiente orquestral será tocada durante todo o evento, criada com a ajuda do renomado maestro Martim Sousa Tavares, “pontuada periodicamente pelo som de sirenes de alerta de ataque aéreo”.

Todas as 26 fotos terão legendas em inglês, português e ucraniano, além de um QR code contendo links para as reportagens originais que o fotojornalista publicou para observador Jornal.

A exposição pode ser vista das 17h às 23h até 16 de outubro. A entrada é gratuita.

O fotojornalista de Portimão apresenta a exposição “75 Dias na Ucrânia”.

jovem talento

Apesar de ter apenas 27 anos, João Porfírio já construiu um currículo impressionante, tendo trabalhado com várias publicações regionais no Algarve na sua juventude antes de viajar para Lisboa para estudar jornalismo.

Ele trabalhou para Lusa Agência de notícias, jornal semanal Sol e jornal diário EU e viajou o mundo seguindo histórias depois de cobrir a crise de refugiados de 2015 e 2016. Porfírio também cobre histórias relacionadas à política, sociedade e cultura e foi convidado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para colaborar em um livro comemorativo de seu segundo mandato.

Por Michael Bruxo
michael.bruxo@algarveresident.com

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *