Obstetrícia encerrada em Beja

A fonte da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) disse à Lusa que “apenas está designado um médico para este serviço” pelo que os turnos não estão completos.

Segundo o portal do Serviço Nacional de Saúde, a sala de partos do Hospital José Joaquim Fernandes, da ULSBA, encontra-se encerrada pelo mesmo motivo.

Este fim-de-semana, o Serviço de Urgência Obstetrícia do Hospital de Beja esteve encerrado 24 horas entre as 8h de domingo e as 8h de segunda-feira, também por falta de médicos.

Este foi o quarto fim de semana consecutivo de problemas no hospital de Beja. Os serviços de urgência de obstetrícia de vários hospitais sofreram restrições nos últimos meses, situação que tem ocorrido em todo o país.

O secretário de Estado Adjunto da Saúde Lacerda Sales garantiu recentemente que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) “não vai deixar ninguém sem resposta” em agosto.

Para informar as gestantes sobre essas restrições, foi montada uma plataforma no portal do NHS, conforme sugestão do Conselho Fiscal de Atendimento a Emergências Obstétricas e Salas de Parto.

Aconselha-se que os utilizadores consultem a plataforma antes de procurarem estes serviços de saúde. Para mais informações consulte https://www.sns.gov.pt/cidadao/servicos-de-urgencia-obstetrica-ginecologica/

Marco Soares

Entusiasta da web. Comunicador. Ninja de cerveja irritantemente humilde. Típico evangelista de mídia social. Aficionado de álcool

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.