Paula Rego, célebre artista luso-britânica, morreu aos 87 anos

Lianne Kolirin, CNN

Paula Rego célebre britânico nascido em Portugal ArtistaMorreu aos 87 anos.

Em comunicado postado no TwitterA Galeria Victoria Miro, que expõe alguns dos trabalhos de Rego, escreveu: “É com grande tristeza que anunciamos a morte da artista britânica nascida em Portugal Dame Paula Rego aos 87 anos.

“Ela morreu pacificamente em casa no norte de Londres esta manhã, cercada por sua família, após uma curta doença. Nossos pensamentos retos estão com eles.”

Rego nasceu em Lisboa, Portugal, em 1935, durante a ditadura de António de Oliveira Salazar. De acordo com informações biográficas sobre Tate site, seus pais eram anglófilos antifascistas que a matricularam em uma escola de acabamento na Inglaterra quando ela tinha 16 anos.

Na década de 1950, estudou pintura na Slade School of Fine Art, em Londres, onde conheceu o colega Victor Willing, com quem se casou. A família viajou entre os dois países e se estabeleceu em Londres em 1972, onde viveu e trabalhou até a morte dela.

Rego criou obras mágicas e perturbadoras com base na política, mitos e contos populares, e foi, segundo o, “um dos artistas figurativos contemporâneos mais influentes da Europa”. academia real.

Em 2009, a Casa Das Histórias Paula Rego, um museu dedicado ao seu trabalho, abriu na cidade costeira de Cascais, nos arredores de Lisboa.

E um ano depois ela foi nomeada Dama do Império Britânico por serviços às artes.

A maior e mais abrangente retrospectiva de seu trabalho até hoje começou no ano passado na Tate Britain e viajou para o Kunstmuseum Den Haag, na Holanda, e o Museo Picasso Málaga, na Espanha.

De acordo com o site da Tate, “a exposição conta a história da vida notável desta artista e destaca a natureza pessoal de grande parte de seu trabalho e o contexto sociopolítico em que está enraizado”.

Mostra mais de 100 obras, entre colagens, pinturas, pastéis de grande formato, desenhos e gravuras das décadas de 1950 a 2000.

A designer de teatro Grace Smart, neta do artista, tuitou: “Paula Rego foi uma artista e avó fantástica e que mudou o mundo. Ela nos ensinou a costurar, desenhar, aplicar delineador e contar histórias constrangedoras.

“É uma honra ter sido uma pequena parte de seu trabalho e tê-la em uma parte tão grande da minha vida.

“É um dia triste para muitos.”

O renomado crítico de arte do Sunday Times Waldemar Januszczak tuitou: “Tão triste. RIP Paula Rego. Ela foi a grande estrela da Bienal de Veneza deste ano. Criou uma das obras mais poderosas do pós-guerra. Sempre fez isso à sua maneira. Uma verdadeira grande.”

O fio da CNN
™ & © 2022 Cable News Network, Inc., uma empresa da WarnerMedia. Todos os direitos reservados.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.