Pelé: lenda brasileira morre aos 82 anos após batalha contra o câncer | notícias de futebol

A lenda do futebol brasileiro Pelé, um dos maiores jogadores de todos os tempos, morreu aos 82 anos.

O ex-atacante, único jogador da história a ter conquistado três Copas do Mundo, morreu após uma batalha contra o câncer no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Pelé, que é o maior artilheiro da história do Brasil com 77 gols em 92 jogos, tornou-se um ícone do futebol depois de vencer a Copa do Mundo de 1958 aos 17 anos, marcando dois gols na final contra a anfitriã Suécia.

Uma mensagem da conta oficial de Pelé no Twitter na quinta-feira dizia: “Inspiração e amor marcaram a jornada do Rei Pelé, que faleceu pacificamente hoje. Ame, ame e ame para sempre.”

A filha de Pelé, Kely Nascimento, que tem atualizado sobre a saúde de seu pai desde o hospital, escreveu no Instagram: “Tudo o que somos devemos a vocês. Nós te amamos infinitamente. Descanse em paz.”

O governo brasileiro decretou luto de três dias por Pelé.

Nascido Edson Arantes do Nascimento em uma família pobre de São Paulo, Pelé venceu as Copas do Mundo de 1958, 1962 e 1970 com o Brasil.

Lesões limitaram sua contribuição para o triunfo do Brasil no Chile em 1962, mas oito anos depois ele foi o Jogador do Torneio, quando o Brasil montou uma das melhores seleções de todos os tempos e ergueu a Copa Jules Rimet no México graças a uma vitória por 4 a 1 sobre Itália em que Pelé marcou o primeiro gol.

Use o navegador Chrome para um player de vídeo mais acessível

Painel Especial Futebol presta homenagem a Pelé

Esse gol o torna um dos apenas cinco jogadores a marcar em duas finais de Copa do Mundo e suas façanhas em 1958 significam que ele continua sendo o jogador mais jovem a marcar naquele torneio.

No geral, Pelé marcou 12 gols em 14 jogos da Copa do Mundo e também deu 10 assistências – o máximo de qualquer jogador na história da competição e um lembrete de que ele foi muito mais do que um artilheiro.”

No entanto, foram seus gols espetaculares que o tornaram uma lenda do Santos no clube.

Carreira de Pelé em números

  • Venceu três Copas do Mundo com o Brasil em 1958, 1962 e 1970 – o único jogador a vencer o principal torneio três vezes.
  • Tornou-se o jogador mais jovem a conquistar o troféu da Copa do Mundo aos 17 anos, um recorde que ainda permanece.
  • Ele marcou 757 gols em 812 jogos oficiais pelo clube e pela seleção, um recorde que permaneceu por décadas até que o português Cristiano Ronaldo superou sua marca.
  • A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o Santos dizem que Pelé marcou um total de 1.283 gols em 1.367 jogos, enquanto a Fifa estima 1.281 gols em 1.366 jogos. Outras fontes fornecem números diferentes dependendo do tipo de jogos incluídos.
  • Ele marcou 77 gols em 92 jogos oficiais pelo Brasil – maior artilheiro da história do país, empatado com Neymar, que marcou seu 77º gol na Copa do Mundo de 2022.
  • Marcou 12 gols em Copas do Mundo.
  • Na Copa do Mundo de 1970 no México, ele deu seis assistências – um recorde para uma Copa do Mundo.
  • Marcou 92 hat-tricks em partidas oficiais e não oficiais.
  • Ele marcou 127 gols pelo Santos em 1959, o que se acredita ser o maior número de gols marcados por um jogador do clube em um ano civil.
  • Com 643 gols em 659 jogos oficiais, o Santos se tornou o artilheiro.
  • Venceu o Campeonato Brasileiro da Série A seis vezes com o Santos (1961-1965 e 1968).
  • Guiou o Santos a dois títulos da Copa Libertadores (1962 e 1963).
Pelé fala com um policial local enquanto a seleção brasileira chega ao hotel em Lymm, Chester, durante a Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra
Foto:
Pelé com um policial em Chester durante a Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra

Pelé detém o recorde de gols de sua cidade natal e os ajudou a conquistar duas Copas Libertadores e seis títulos do Campeonato Brasileiro em 18 anos no clube.

Pelé, que marcou 1.281 gols em 1.363 partidas pelo clube e pela seleção ao longo de sua carreira, encerrou seus dias de jogador no New York Cosmos e se aposentou do futebol em 1977.

Pelé abraça o goleiro brasileiro Ado no Estádio Azteca, na Cidade do México, depois que o Brasil derrotou a Itália por 4 a 1 e conquistou a Copa do Mundo em 21 de junho de 1970.  Pelé marcou o primeiro gol em um jogo que garantiu ao Brasil a conquista da taça Jules Rimet
Foto:
Pelé comemora a conquista da Copa do Mundo de 1970

Após sua aposentadoria, Pelé atuou como embaixador do futebol. Em 2013, ele foi premiado com o Prêmio de Honra da Bola de Ouro da FIFA em reconhecimento à sua carreira e conquistas. Em 2020 foi nomeado para o Ballon d’Or Dream Team, um dos maiores XIs de todos os tempos.

Neymar: Rei Pelé é para sempre

Neymar, artilheiro do Brasil no futebol masculino internacional ao lado de Pelé, prestou homenagem emocionada ao seu ídolo após sua morte.

“‘Antes de Pelé, 10 era só um número'”, escreveu Neymar, que veste a camisa 10 da seleção brasileira e também começou a carreira no Santos, em postagem no Instagram.

“Li essa frase em algum lugar, em algum momento da minha vida. Mas esta frase, linda, está incompleta.

“Eu diria que antes de Pelé, o futebol era apenas um esporte. Pelé mudou tudo. Ele transformou o futebol em arte, em entretenimento.

“Ele deu aos pobres, aos negros e acima de tudo: deu visibilidade ao Brasil. O futebol e o Brasil subiram de status graças ao Rei! Ele se foi, mas sua magia permanece. Pelé é para sempre.”

pele
Foto:
A estátua do Cristo Redentor é iluminada com as cores da bandeira nacional brasileira em homenagem à lenda do futebol Pelé no Rio de Janeiro

Martin Tyler: “No mundo do futebol, Pelé é imortal”

Sky Sports O comentarista de futebol Martin Tyler diz que Pelé merece ser lembrado como o melhor jogador a jogar o jogo.

Ele disse: “Para mim, ele é o maior jogador de todos os tempos. Uma das minhas primeiras atribuições fora da televisão foi colocar a locução em inglês de sua carreira no Brasil e 1.000 gols, como naquela época, em VHS.

“Se eu tinha alguma dúvida sobre o quão bom ele é, este vídeo provou isso. Foi um privilégio fazer isso e homenagear um homem que poderia fazer muito mais do que apenas marcar gols.”

“Ele sempre será lembrado por sua capacidade de marcar gols incríveis em condições terríveis em campos esburacados, quando os jogadores tinham mais licença para detê-lo por qualquer meio. Ele era irresistível.

“Para mim, sem dúvida, ele sempre será o maior e no mundo do futebol ele é imortal.”

Grandes da Inglaterra lembram de Pelé

O ex-atacante da Inglaterra Sir Geoff Hurst – que venceu a Copa do Mundo de 1966 e marcou um hat-trick na final – disse no Twitter: “Tenho tantas lembranças de Pelé, sem dúvida o melhor jogador contra quem já joguei (com Bobby Moore o melhor jogador de futebol com quem já joguei).

“Para mim, Pelé continua sendo o maior de todos os tempos e fiquei orgulhoso de estar em campo com ele. Descanse em paz Pelé e obrigado.”

Hurst e o ex-meio-campista do Manchester United, Sir Bobby Charlton, enfrentaram Pelé na fase de grupos da Copa do Mundo de 1970, com o Brasil vencendo por 1 a 0 em Guadalajara.

Charlton também jogou contra Pelé nas Copas do Mundo de 1958 e 1962.

“Pelé era um jogador verdadeiramente mágico e uma pessoa maravilhosa”, disse ele ao site do Manchester United.

“Foi uma honra ter dividido um campo com ele e envio minhas sinceras condolências à sua família, amigos e ao povo brasileiro.”

“Um dos Grandes”: Sport homenageia Pelé

Aleixo Garcia

"Empreendedor. Fã de cultura pop ao longo da vida. Analista. Praticante de café. Aficionado extremo da internet. Estudioso de TV freelance."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *