Portugal 11º em energia importada

A Estônia é o país da UE menos dependente das importações de energia (11%); Portugal ocupa o 11º lugar (65%) com dependência decrescente desde 2000 (85%), mas ainda acima da média da UE (58%).

“Em 2020, os países mais dependentes (mais de 90% da energia importada) foram Malta, Chipre e Luxemburgo. O país menos dependente foi a Estônia (11%)”, disse o Pordata, o banco de dados estatísticos da Fundação Francisco Manuel dos Santos, em comunicado.

Portugal surge em 11º lugar (65%), acima da média da UE (58%) quando se olha para os 27 Estados-Membros que reduziram a sua dependência desde 2000 (85%).

Em 2020, Portugal importou 3.712.686 toneladas de petróleo de Espanha (57%), Rússia (15%) e EUA (10%).

As importações de gás natural totalizaram quase 5.600 milhões de metros cúbicos padrão (Nm3) e vieram da Nigéria (54%), EUA (19%), Rússia (10%) e Argélia (9%).

caminho descendente

“Dos 27 países da UE, 11 aumentaram este consumo. Portugal foi o sexto país que mais aumentou o consumo final de energia (26%), embora desde 2007 esteja em tendência decrescente. Isso nos permitiu superar a meta que havíamos estabelecido para 2020”, disse.

Este ano, a produção de energia renovável na UE foi dividida entre biomassa (57%), eólica (15%), hidroelétrica (13%), solar (7%) e geotérmica (3%).

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.