Portugal acusa a Rússia de “violar o direito internacional”.

Na sequência dos ataques russos em Kiev, o Presidente da República marcou uma reunião do Conselho Supremo da Defesa Nacional às 12h00 de hoje para debater a estratégia portuguesa.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condenou hoje a operação militar da Rússia no leste da Ucrânia, qualificando-a de “violação do direito internacional” e manifestando “total solidariedade” com o povo ucraniano.

Esta posição do Chefe de Estado e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas, que hoje vai assistir a uma sessão do Conselho Supremo da Defesa Nacional, consta de uma nota publicada na Internet no site oficial da Presidência da a República.

“O Presidente da República e o Governo condenam veementemente a flagrante violação do direito internacional por parte da Federação Russa e apoiam a declaração do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, expressando a sua total solidariedade com o Estado e o povo da Rússia Ucrânia”, dizia a nota.

Anteriormente, em declarações ao agência LusaMarcelo Rebelo de Sousa disse que “acompanha o que se passa na Europa de Leste em constante contacto com o primeiro-ministro”.

“Esta foi a resposta imediata necessária devido ao acompanhamento feito em conjunto com o Primeiro-Ministro e a posição e exigência do Governo, que correspondeu à minha visão da situação”, ponderou.

O Conselho Supremo de Defesa Nacional é um órgão especial presidido pelo Presidente da República que discute assuntos de defesa nacional e a organização e funcionamento do exército.

O presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, anunciou hoje o início de uma operação militar no leste da Ucrânia, alegando que visa proteger civis de etnia russa nas repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk, que ele reconheceu na segunda-feira como independentes.

Em resposta a esta decisão, o primeiro-ministro António Costa escreveu na sua conta de Twitter: “Condeno veementemente a ação militar da Rússia contra a Ucrânia. E pedi ao Presidente da República uma reunião urgente do Conselho Supremo de Defesa Nacional.”

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.