Portugal apoia a Ucrânia – The Portugal News

O Presidente da Ucrânia Volodymyr Zelenskyy agradeceu ao seu homólogo português Marcelo Rebelo de Sousa pelo apoio de Portugal à Ucrânia.

“Juntos mais fortes”, escreveu Zelenskyy na conta oficial da Presidência ucraniana no Twitter.

O chefe de Estado ucraniano telefonou ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que reiterou a “forte condenação” de Portugal à invasão russa da Ucrânia e o “apoio solidário à corajosa resistência ucraniana”, segundo um comunicado publicado no site oficial. de Nota a Presidência portuguesa.

Volodymyr Zelensky disse no Twitter que conversou com Marcelo Rebelo de Sousa, a quem agradeceu o fechamento do espaço aéreo português aos aviões russos, o apoio de Portugal na exclusão da Rússia da plataforma interbancária internacional Swift e a “assistência concreta de defesa”.

“Portugal forneceu armas, proteção individual e outros equipamentos à Ucrânia”, disse.

refugiados

Portugal tem capacidade para acolher 1.245 pessoas deslocadas da Ucrânia, disse a ministra de Estado e presidente Mariana Vieira da Silva.

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros Extraordinário, em que foi adotada no país a “Resolução sobre a concessão de proteção temporária às pessoas deslocadas da Ucrânia devido à situação de guerra”, Mariana Vieira da Silva salientou a disponibilidade de abrigos para estes cidadãos.

“28 de fevereiro foi um dia com muitas acomodações disponíveis e por isso o número que temos hoje é a capacidade para 1.245 pessoas no momento. É um desenvolvimento muito significativo”, disse ela a repórteres.

De acordo com o ministro, o governo está “a trabalhar com várias instituições, com conselhos e sociedade civil para ter uma lista de abrigos já disponíveis”, por se tratar de um processo semelhante ao do Afeganistão.

“Por enquanto, os esforços de resposta estão focados nos centros nacionais de apoio à integração de migrantes. Há três a nível nacional e já estão a trabalhar com os vários serviços públicos nesta resposta e por isso pareceu-nos que é claro que ele pode ser abordado, e à semelhança do que aconteceu no passado quando sabemos que um avião com muitas pessoas chegam, os serviços vão para o aeroporto e lá tentam atender”, explicou.

Segundo Mariana Vieira da Silva, as equipas móveis “deslocam-se aos pontos de chegada quando estão organizadas e em número significativo”, havendo depois “uma resposta em território nacional, em Lisboa, Porto e Algarve, que já existe em esses centros organizados que já reúnem muitos desses serviços públicos”.

“Integração total”

O Ministro de Estado e a Presidência do Conselho afirmaram que o governo português está a trabalhar numa solução para a “integração total” dos refugiados de guerra na Ucrânia, sendo necessária uma “resposta global” à situação.

De acordo com Mariana Vieira da Silva, o governo está “trabalhando em uma situação que pode levar à integração plena”.

“Sabemos que o emprego remunerado é sempre um dos elementos fundamentais desta integração e também algo que permite às pessoas viverem a sua vida de forma independente. Estamos preparados para as respostas sociais necessárias e agora é o momento de fornecer essa resposta”, enfatizou.

Doar

Existem muitas organizações e associações que coletam doações para a Ucrânia em todo o país. As notícias de Portugal orgulha-se de apoiar estas iniciativas e arrecada do nosso escritório de Lagoa doações em forma de roupas, medicamentos, cobertores, roupas e suprimentos infantis, alimentos secos, leite, ração animal e água. Os donativos são depois levados para os Bombeiros Voluntários de Albufeira. Em alternativa, pode entregar os seus donativos diretamente nos Bombeiros de Albufeira a qualquer hora do dia.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *