Portugal e Espanha conseguem fornecer à Europa 30% de gás natural

O primeiro-ministro português e chefe do governo espanhol destacaram o apoio à Ucrânia e às questões energéticas, incluindo a interligação energética.

António Costa postou no Twitter a importância da interligação energética, onde Portugal e Espanha podem apoiar outros países europeus no abastecimento das necessidades de gás natural da Europa.

Os dois dirigentes reuniram-se para discutir e coordenar as posições dos dois países ibéricos na Cimeira Extraordinária de Chefes de Estado e de Governo da União Europeia que terá lugar na próxima segunda e terça-feira em Bruxelas.

“[energy] a interconexão é uma prioridade no contexto europeu, mas precisamos de um compromisso político e financeiro real da UE”, disse o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez.

Segundo Lisboa, Portugal e Espanha juntos têm capacidade instalada para suprir 30% das necessidades energéticas da Europa em gás natural, mas não podem fornecer essa capacidade porque não existe interligação que permita a exportação desse gás natural para o resto da Europa.

No final de março, na habitual reunião do Conselho da Europa, 27 também reconheceu a singularidade de Espanha e Portugal em termos de energia, o que permitirá a ambos os países implementar medidas temporárias e extraordinárias de redução dos preços da eletricidade para consumidores e empresas.

Os dois chefes de governo também discutiram a importância da unidade entre os países europeus diante da invasão da Ucrânia pela Rússia.

“A articulação ibérica reforça as relações bilaterais e o nosso papel comum na redefinição estratégica da Europa”, disse António Costa via Twitter.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.