Portugal e Marrocos assinam acordo sobre emprego e permanência de trabalhadores marroquinos em Portugal

Portugal e Marrocos assinaram ontem, dia 12 de janeiro, um acordo sobre o trabalho e permanência dos trabalhadores marroquinos em Portugal.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação Africana e Marroquinos residentes no exterior do Reino de Marrocos, Nasser Bourita reuniram-se ontem por videoconferência, onde assinaram o acordo, informou o SchengenVisaInfo.com.

Numa reunião conjunta destinada a debater as relações bilaterais entre Portugal e Marrocos, os dois ministros acordaram que os trabalhadores marroquinos devem beneficiar das oportunidades de emprego que Portugal oferece.

“No final da reunião, o senhor Bourita e o senhor Santos Silva procederam à assinatura de um acordo relativo à permanência e emprego de trabalhadores marroquinos em Portugal”, A Diplomacia Marroquina escreveu em sua conta oficial no Twitter, confirmando o acordo entre os dois países.

Após a celebração do novo acordo, espera-se que as autoridades portuguesas definam os procedimentos de entrada e permanência para nacionais marroquinos que pretendam trabalhar em Portugal. Além disso, com este acordo, os dois países pretendem criar uma melhor cooperação, bem como facilitar a migração regular de Marrocos para Portugal.

Para além do acima referido, foi revelado que o acordo assinado também inclui regras e procedimentos relativos à seleção de trabalhadores que podem entrar em Portugal e aí trabalhar.

Além disso, o acordo regula, entre outras coisas, regras relativas ao reagrupamento familiar, condições de trabalho e formação.

De acordo com o MLN, a Agência Nacional de Promoção do Emprego e das Competências e os seus parceiros portugueses serão responsáveis ​​pela implementação do disposto no acordo. Estas disposições serão implementadas sob a supervisão do governo português.

Além disso, nota-se também que o acordo firmado entre os dois países prevê a criação de uma Comissão Mista. Este último será composto por representantes dos Serviços de Emprego e Consulares, que assegurarão o acompanhamento de quem vem trabalhar no país, bem como a troca de informações.

Foi revelado pela Diplomacia Marroquina que a reunião em que o acordo foi assinado contou também com a presença de Mohamed Sadiki, Ministro da Agricultura, Pesca Marítima, Desenvolvimento Rural e Águas e Florestas e Younes Sekkouri, Ministro da Inclusão Económica, Pequenas Empresas, do Emprego e Habilidades.

No início de novembro, SchengenVisaInfo.com informou que 3.000 passageiros perderam seus voos de Portugal para Marrocos. Milhares de passageiros portugueses não puderam viajar de Lisboa para Marrocos porque as autoridades portuguesas decidiram bloquear três novas rotas para Marrocos.

Devido a este bloqueio, a Ryanair cancelou os seus voos e avisou que seriam oferecidos planos alternativos de viagem ou reembolsos a todos os afetados.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.