Portugal e Ucrânia têm “excelente relação”, diz FM – EURACTIV.com

Portugal e Ucrânia têm uma “excelente relação”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, por ocasião dos 30 anos de relações diplomáticas entre os dois países.

“Temos um excelente relacionamento, baseado na cooperação e na solidariedade, que fica ainda mais claro em crises graves como a atual”, Santos Silva escreveu no Twitter, aludindo à crise entre a Ucrânia e a Rússia.

“As comunidades radicadas em ambos os países são vitais para esses laços e são o melhor exemplo dessa proximidade enriquecedora”, acrescentou o ministro.

A Ucrânia está atualmente no meio de tensões crescentes, já que 100.000 soldados russos estão estacionados em sua fronteira.

O governo de Kiev e os países ocidentais acusaram a Rússia de querer invadir o país depois que anexou a península da Crimeia, na Ucrânia, em 2014, mas Moscou negou tal intenção.

Dado o clima tenso, alguns governos ocidentais aconselharam os seus cidadãos a deixar a Ucrânia, onde vivem 216 cidadãos portugueses, a maioria com dupla cidadania.

Na segunda-feira, Santos Silva disse que o governo estava entrando em contato com residentes portugueses na Ucrânia, incluindo “cerca de 10” que vivem na região de Donbass, no leste, onde separatistas pró-Rússia estão em guerra com Kiev desde 2014.

Eles estão todos “registrados e sabemos quem são e onde estão”, disse Augusto Santos Silva ao final de uma reunião entre ministros das Relações Exteriores da UE em Bruxelas sobre a crise na Ucrânia.

O governo está mantendo “contato especial com os moradores do leste da Ucrânia para verificar suas condições de segurança e bem-estar”, mas até agora sem problemas, disse o ministro.

Os EUA e outros países pediram aos familiares de diplomatas em Kiev que deixem a Ucrânia “devido à ameaça contínua de uma operação militar russa”, mas Portugal e outros países da UE mantêm funcionários diplomáticos no país.

(Paulo Nogueira | Lusa.pt)

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.