Portugal em 9º lugar no mundo por varíola dos macacos

“A partir de 22 de julho, os dez países que registraram o maior número acumulado de casos em todo o mundo eram Espanha (3.125), Estados Unidos da América (2.316), Alemanha (2.268), Reino Unido (2.137), França (1.453). . . , Holanda (712), Canadá (615), Brasil (592), Portugal (588) e Itália (374)”, de acordo com a atualização epidemiológica da OMS sobre a varíola dos macacos.

Segundo a organização, esses dez países juntos representam 89% dos casos notificados em todo o mundo até o momento.

Em comunicado, o diretor da OMS para a Europa disse que desde 13 de maio foram notificados cerca de 12 mil casos prováveis ​​ou confirmados em países e territórios europeus, 8% dos quais resultaram em internações hospitalares, sem registo de óbitos em consequência destas infeções.

Globalmente, o número de novos casos relatados semanalmente na semana de 18 a 24 de julho aumentou 48% em comparação com a semana anterior, para um total de 16.016 infecções pelo vírus da varíola dos macacos em 75 países e cinco mortes este ano.

De acordo com Hans Kluge, agora que a OMS declarou o surto uma emergência internacional de saúde, os países “devem agir com urgência e aproveitar todas as oportunidades para antecipar, controlar e impedir a propagação da doença”, independentemente de terem detectado casos ou não.

“Embora reconheçamos as incertezas sobre como esse surto evoluirá, devemos responder à epidemiologia à frente, concentrando-nos na via de transmissão mais dominante – contato pele a pele durante encontros sexuais – e nos grupos com maior risco de infecção. disse o funcionário europeu da OMS.

A OMS declarou no sábado o surto de varíola dos macacos uma emergência de saúde pública de interesse internacional, o mais alto nível de alerta.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.