Portugal permite turistas da UE e do Reino Unido com testes negativos de coronavírus

LISBOA, 15 Mai (Reuters) – Portugal permitirá voos turísticos de países da União Europeia com baixas taxas de infecção e do Reino Unido, mas os passageiros devem apresentar testes de coronavírus negativos na chegada, informou o Ministério do Interior neste sábado.

O anúncio veio um dia depois de as autoridades de turismo portuguesas terem dado luz verde aos turistas britânicos para entrarem no país a partir de segunda-feira. Consulte Mais informação

Em um comunicado, disse que a proibição seria suspensa em países europeus com menos de 500 infecções por 100.000 pessoas.

Inscreva-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

Turistas do Liechtenstein, Noruega, Islândia e Suíça também podem começar a voar para Portugal.

Os visitantes devem apresentar prova de teste negativo realizado até 72 horas antes do voo e a companhia aérea será multada entre 500 euros (US$ 607) e 2.000 euros por cada passageiro embarcado sem comprovação de teste negativo.

Atualmente, Portugal só permite voos essenciais por motivos profissionais, de estudo, reuniões familiares, de saúde ou humanitários.

Os viajantes provenientes de países onde tenham sido notificados 500 ou mais casos por 100.000 pessoas num período de 14 dias só podem entrar em Portugal se tiverem um motivo válido, como trabalho ou cuidados de saúde. As chegadas devem ser colocadas em quarentena por 14 dias.

(US$ 1 = 0,8237 euros)

Inscreva-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

Reportagem de Sérgio Gonçalves; Editado por Mike Harrison

Nosso padrão: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *