Produzir novelas em Portugal

As telenovelas são talvez o conteúdo audiovisual mais consumido produzido para fins de entretenimento em Portugal.

As estações de televisão, como a SIC e a TVI, utilizam a produção para atingir uma elevada audiência no horário nobre.

A primeira novela portuguesa foi produzida em 1983, pela RTP, e revelou-se um sucesso, conduzindo a um futuro positivo para este tipo de projeto. Apesar das constantes comparações com produções brasileiras, Portugal prosperou desde a época da criação das primeiras novelas.

Produzir novelas

A SP Televisão é uma empresa portuguesa que produz novelas em Portugal. Adriano Luz, diretor artístico, explicou Notícias de Portugalcomo as novelas são produzidas em Portugal, a partir do trabalho realizado pela empresa onde trabalha.

A empresa começa por apresentar uma proposta inicial de produção, que pode ser adaptada à estratégia da emissora. Normalmente, os projetos são discutidos “a partir de uma proposta da SP Televisão, seja para novela ou série”.

Mais do que apenas um ator

Os atores que interpretam os personagens são as pessoas mais visíveis nas novelas, mas há uma equipe técnica que inclui vários profissionais, que ajudam todo o projeto a se tornar realidade. Os cenógrafos, decoradores e equipes de caracterização são profissionais que, junto com os operadores de câmera e assistentes e operadores de áudio e iluminação, cuidam da parte técnica da produção. Sem esquecer do diretor, diretor de atores, fotografia e arte, além de quem cuida do figurino. A produção conta ainda com produtor executivo e coordenador de produção, elenco adicional, entre outros, que compõem um grande número de equipes.

Uma novela costuma ser gravada “entre seis e oito meses”, como diz Adriano Luz. Notícias de Portugal. A gravação começou dois meses antes do canal de televisão estrear sua produção. Se cinco episódios são transmitidos por semana, “cinco a seis episódios por semana” devem ser gravados. Além do trabalho de cena, há ainda a necessidade de completar o conteúdo audiovisual, em processo de edição, para disponibilizá-lo nas emissoras de televisão. Lembre-se, certas novelas que duram um ano se tornam um trabalho longo.

Escolhendo a pessoa certa para a função

O elenco foi escolhido em conjunto com a equipe, onde Adriano Luz, como diretor artístico, esteve presente. A primeira escolha é feita, que pode ou não ser alterada. A estação de televisão sempre terá a palavra final. Adriano Luz revelou que, mesmo assim, às vezes não concorda com as escolhas e dá sua opinião, embora conte suas palavras, nem sempre consegue o que espera.

As emissoras de televisão “tendem a ter atores e atrizes no canal”, daí a repetição de atores no elenco de diversas produções. Adriano Luz admite que entende por que o mesmo ator foi utilizado, porém, acredita que pode ser uma desvantagem, pois o público já não se “surpreende com a novidade”. O diretor artístico revelou que “ele sente falta de ver novos rostos, novos talentos”. Neste contexto, a SP Televisão realizou um curso de três meses, no qual foi descoberta a atriz Filipa Nascimento, que atualmente protagoniza a produção de Amor Amor.

Homenagem a Portugal

A SP Televisão produziu 26 novelas e recebeu 130 prêmios e indicações por isso. Laços de Sangue é uma novela portuguesa que em 2011 ganhou um Emmy na categoria de Melhor Telenovela, com outras telenovelas como Rosa Fogo e Vidas Opostas a serem nomeadas para a mesma categoria nos anos seguintes. Rainha das Flores, Alma e Coração, Nazaré e Terra Brava também conquistaram medalhas de Ouro e Prata no World Media Festival. Todas estas produções são transmitidas no canal de televisão SIC.

Adriano Luz acredita que “há uma grande evolução” na produção de novelas. Esta evolução pode ser vista na representação, realização, “assim como em outros campos técnicos”. Hoje, Adriano Luz acredita que a produção portuguesa tem uma qualidade muito próxima da brasileira, que é considerada uma das melhores do mundo. A diferença que ainda hoje existe é o financiamento da produção brasileira que continua a ser superior em relação à produção portuguesa.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *