Recorde de 44,6 graus em Portugal

Dados divulgados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, recolhidos às 18h00 de terça-feira, indicam que em 28 estações de medição de temperatura “foram ultrapassados ​​os máximos anteriores da temperatura máxima do mês de julho”. Os extremos absolutos anteriores foram ultrapassados ​​em seis dessas estações.

A informação sobre o tempo muito quente persistente também mostra valores iguais ou superiores a 30 graus praticamente em todo o país com exceção do Cabo Carvoeiro, Foia e Sagres.

Em 85% do território a temperatura máxima do ar foi igual ou superior a 35 graus, enquanto em 40% do território a máxima foi de 40 graus ou mais.

Em Leiria (aeroporto) os termómetros atingiram 44,1 graus, tendo o anterior extremo máximo registado em Julho de 2007 (40,3 graus). Anadia atingiu 42,8 graus contra 42,2 graus em julho de 1941.

Na estação de Monção/Valinha, o IPMA registou 42,7 graus contra 42 graus em 1968 (início da série). Ansião atingiu 42,5 graus contra 41,2 graus em 2000 e Zebreira atingiu 42,1 graus (42 graus em 2000).

A actual vaga de calor atingiu Santarém durante 11 dias, Montalegre e Pinhão durante nove dias, Alvega durante oito dias e Coruche, Avis e Mora durante sete dias.

Os locais que estiveram sob a onda de calor nos últimos seis dias incluem Lisboa, Sines, Évora, Elvas, Beja, Castelo Branco, Portalegre, Viseu, Guarda, Fundão, Penhas Douradas, Viana do Alentejo, Amareleja e Mértola, Alcácer do Sal e Setúbal .

Nicole Leitão

"Aficionado por viagens. Nerd da Internet. Estudante profissional. Comunicador. Amante de café. Organizador freelance. Aficionado orgulhoso de bacon."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *