Scolari leva Athletico do Brasil à final da Copa Libertadores

SÃO PAULO (AP) – O Athetico disputará a final da Copa Libertadores no que pode ser o último jogo crucial da carreira do técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari, de 73 anos.

O clube de Curitiba eliminou o campeão Palmeiras após um empate por 2 a 2 em São Paulo na terça-feira.

O Athletico, que venceu o jogo de ida por 1 x 0 na semana passada, provavelmente enfrentará outro time brasileiro na final, no que seria a terceira decisão brasileira consecutiva no campeonato continental de clubes.

O Flamengo vai para o jogo de quarta-feira em casa contra o argentino Velez Sarsfield, no Rio de Janeiro, com uma vantagem de 4 a 0.

O Palmeiras, campeão da Libertadores nas duas edições anteriores, abriu o placar com gol de Gustavo Scarpa aos 3 minutos e fez 2 a 0 aos 55 minutos, apesar de ter perdido o zagueiro Murilo com cartão vermelho antes do intervalo.

O Athletico então se reagrupou com duas substituições de Scolari, que não foi permitido na ala depois de ter sido expulso na primeira mão. Pablo abriu o placar aos 64 e David Terans empatou aos 85 com um chute desviado de fora da área.

O veterano meio-campista Fernandinho, que chegou no meio da temporada sul-americana depois de uma longa carreira no Manchester City, também participou da última final que o Athletico alcançou em 2005. Naquela época, o São Paulo saiu vitorioso após uma vitória agregada de 5 a 1.

“Significa muito para mim. Vou jogar esta final muito melhor do que a primeira. Nós merecemos”, disse um exausto Fernandinho aos jornalistas após o jogo.

A final está marcada para 29 de outubro em Guayaquil, Equador.

Scolari, que tem duas Copas Libertadores, disputará sua quarta final. Nas últimas semanas, ele deu a entender que este poderia ser o último ano de sua carreira de treinador.

Scolari, também conhecido como Big Phil, levou o Brasil ao título da Copa do Mundo em 2002, mas também supervisionou um desastre em casa em 2014, que incluiu uma derrota por 7 a 1 na semifinal para a Alemanha. Scolari também levou Portugal à final da Eurocopa em 2004 e às semifinais da Copa do Mundo de 2006.

O técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, que jogou por Portugal sob o comando de Scolari, disse em entrevista coletiva que o veterano brasileiro foi um modelo para ele e muitos de seus colegas.

“Quero que ele goste[de jogar as finais]e pense cuidadosamente sobre o que quer fazer”, disse Ferreira, acrescentando que tem amor e gratidão por Scolari. “Será uma honra continuar competindo contra ele.”

___

Mais AP Soccer: https://apnews.com/Soccer e https://twitter.com/AP_Sports

Aleixo Garcia

"Empreendedor. Fã de cultura pop ao longo da vida. Analista. Praticante de café. Aficionado extremo da internet. Estudioso de TV freelance."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.