Técnico de futebol suíço Yakin nega disputa com capitão Xhaka

O técnico da Suíça, Murat Yakin, negou uma disputa com seu capitão Granit Xhaka, que criticou as táticas da equipe após a derrota pela República Tcheca na Liga das Nações na quinta-feira. Yakin disse que os comentários de Xhaka foram mal interpretados e acusou os críticos de querer atrapalhar o time enquanto se prepara para enfrentar Portugal em seu segundo jogo do Grupo 2 da Liga em Lisboa, no domingo.

“Ouvi o que ele disse e não vejo isso como uma crítica às minhas táticas”, disse Yakin em entrevista coletiva no sábado. “É importante ouvir como a pergunta que foi feita a ele foi formulada exatamente. Eu discuti sua posição. Eles estão tentando criar uma barreira entre nós, o que eu não entendo nada.”

Xhaka, que jogou 101 partidas pela seleção, disse após a derrota por 2 x 1 em Praga que sentiu que podia jogar mais fundo no meio-campo do que as táticas do técnico ditavam. “Não entendo toda a empolgação”, acrescentou Yakin no sábado, “Granit sempre quer jogar, mas vou esperar pelo treino (de sábado) e não anunciarei a escalação até amanhã.

“Cometemos alguns erros defensivos contra a República Tcheca. Não quero ser muito crítico, já vi muito do meu time avançando.” Tudo isso me deixa muito confiante. Sofremos gols infelizes, mas continuamos jogando futebol e criamos muitas chances. Não tivemos sorte do nosso lado.”

Os suíços, que se classificaram para a Copa do Mundo ao derrotar a Itália em seu grupo, enfrentarão Brasil, Camarões e Sérvia no Grupo G nas finais no Catar em novembro e dezembro.

(Esta história não foi editada pela equipe do Devdiscourse e é gerada automaticamente a partir de um feed distribuído.)

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.