Vítimas do BES veem impeachment de juiz como ‘oportunidade’

Abre o caminho para abordar o destino dos bens confiscados

O advogado que representa as cerca de 1.600 vítimas do colapso do banco BES há oito anos está definitivamente a trabalhar no conceito de “copo meio cheio” e acredita que a mudança forçada de juízes no caso após meses de inércia pode ser uma “oportunidade”.

Nuno Silva Vieira disse à Lusa que os seus clientes veem o empreendimento como uma forma de resolver questões que têm sido encobertas – como o que fazer com os bens confiscados e para onde ir.

Os promotores sempre alegaram que as apreensões de propriedade que ocorreram nos primeiros dias foram para garantir que as vítimas recebam uma compensação.

Desde então, os “bens apreendidos” permaneceram essencialmente onde estavam no momento da apreensão e são “usados” (certamente sendo usados) pelos réus.

Nuno Silva Vieira diz que os seus clientes “estão cientes de que a lei os protege”.

Eles não sentem neste momento que a chegada de um novo juiz afetará a fase de pré-julgamento, que deve terminar em 23 de fevereiro do próximo ano.

Eles também acreditam que este caso – que é a investigação criminal mais complexa da história investigativa portuguesa – pode ser um dos trabalhos do novo juiz “novato” Pedro dos Santos Correia.

“Gostaríamos de acreditar que a exclusividade conferida a este juiz” (ou seja, o facto de trabalhar sozinho no BES/GES e não assumir outros processos) “servirá para que o processo não tenha atraso de mudança de titularidade’ o advogado das vítimas continuou, enfatizando que as provas ‘não podem ser comprometidas’ por uma mera mudança de juízes.

Então, 24 horas a partir disso notícias chocantes ontem, as vítimas do colapso do BES/GES certamente não estão desanimadas. No entanto, o motivo do afastamento do Juiz Rosa neste momento ainda é um mistério, uma vez que continua a ser responsável por outra complexa (e muito política) investigação envolvendo o governo socialista de José Sócrates e estão envolvidos vários atores que ainda hoje atuam na política .

natasha.donn@portugalresident.com

Alberta Gonçalves

"Leitor. Praticante de álcool. Defensor do Twitter premiado. Pioneiro certificado do bacon. Aspirante a aficionado da TV. Ninja zumbi."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.