World News Roundup: Orban pede nova estratégia da UE para a Ucrânia, diz que as sanções falharam; Ucrânia se prepara para exportar grãos dos portos apesar da greve russa – ministros e mais

Abaixo está um resumo das notícias mundiais atuais.

Coreia do Norte condena EUA por comentários de Washington sobre roubo de criptomoedas

A Coreia do Norte condenou neste sábado os comentários de um alto funcionário da Casa Branca sobre as capacidades de ataque cibernético de Pyongyang e disse que continuará se opondo à chamada agressão dos EUA. Um porta-voz do Departamento de Estado disse que a classificação da Coreia do Norte como um “grupo criminoso” revela a verdadeira natureza da política hostil de Washington em relação à Coreia do Norte.

Centenas protestam contra referendo na Tunísia

Centenas de manifestantes se reuniram no centro de Túnis no sábado para protestar contra um referendo a ser realizado na segunda-feira sobre uma nova constituição que eles rejeitam como ilegal. O presidente Kais Saied publicou o projeto de constituição há menos de um mês, dando a si mesmo muito mais poderes, reduzindo o papel do parlamento e do judiciário e removendo a maioria dos controles sobre seu poder.

Orban pressiona por nova estratégia da UE para a Ucrânia, diz que as sanções falharam

A União Europeia precisa de uma nova estratégia para a guerra na Ucrânia, já que as sanções contra Moscou não estão funcionando, disse o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, neste sábado. “É necessária uma nova estratégia, que deve se concentrar nas negociações de paz e na elaboração de uma boa proposta de paz… em vez de vencer a guerra”, disse Orban em discurso na Romênia.

Os pedidos de cidadania de oligarcas russos são postos à prova em Portugal

Portugal está analisando os pedidos de cidadania de dois oligarcas russos – um dos quais está sob sanções dos EUA, disse o governo na sexta-feira, enquanto uma lei que concede passaportes a descendentes de judeus sefarditas enfrenta crescente escrutínio. O oligarca russo-israelense de diamantes Lev Leviev e o promotor imobiliário russo God Nisanov são os mais recentes russos de destaque conhecidos por terem solicitado a cidadania sob a legislação.

Ucrânia se prepara para exportar grãos dos portos, apesar da greve russa – ministro

A Ucrânia continua se preparando para retomar as exportações de grãos de seus portos do Mar Negro, apesar de um ataque de mísseis russo que atingiu o porto de Odessa no sábado, disse o ministro da Infraestrutura da Ucrânia, Oleksandr Kubrakov. Mísseis russos atingiram o porto de Odessa, no sul, disseram militares ucranianos, ameaçando um acordo histórico assinado no dia anterior para desbloquear as exportações de grãos dos portos do Mar Negro e aliviar a escassez global de alimentos causada pela guerra.

Paquistão relata caso de poliomielite para levar contagem para 13 anos

A contagem de pólio no Paquistão no ano subiu para 13, com um caso relatado na sexta-feira, enquanto o país do sul da Ásia tenta conter uma doença que foi erradicada em grande parte em outros lugares, disseram autoridades

O caso mais recente foi encontrado no noroeste da província de Khyber Pakhtunkhwa (KP) e envolveu um menino de 18 meses que estaria desnutrido, informou o Ministério da Saúde em comunicado.

Mísseis russos atingem porto ucraniano, colocando em risco um importante negócio de grãos

Mísseis russos atingiram o porto de Odessa, no sul da Ucrânia, neste sábado, disseram os militares ucranianos, ameaçando um acordo histórico assinado no dia anterior para desbloquear as exportações de grãos dos portos do Mar Negro e aliviar a escassez global de alimentos causada pela guerra. O acordo, assinado por Moscou e Kyiv na sexta-feira e intermediado pelas Nações Unidas e pela Turquia, foi aclamado como um avanço após quase cinco meses de combates acirrados desde que a Rússia invadiu seu vizinho. É visto como crucial para conter o aumento global dos preços dos alimentos, permitindo que as exportações de grãos sejam enviadas dos portos do Mar Negro, incluindo Odessa.

Especialistas da OMS se dividem antes de decidir sobre emergência de varíola, dizem fontes

Membros de um grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) estão divididos sobre se o surto de varíola dos macacos constitui uma emergência de saúde global, mas o diretor-geral da agência ainda pode emitir o alerta máximo no sábado, disseram à Reuters duas fontes próximas à decisão. O comitê, que se reuniu na quinta-feira, está assessorando o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, responsável por tomar a decisão final sobre a declaração de emergência de saúde global.

O secretário-geral da ONU condena ataques relatados no porto ucraniano de Odessa

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, “condena inequivocamente” os ataques relatados no sábado no porto ucraniano de Odessa, disse um porta-voz da ONU, acrescentando que todas as partes da guerra russo-ucraniana chegaram a um acordo na sexta-feira para exportar grãos dos portos ucranianos. “Esses produtos são urgentemente necessários para enfrentar a crise alimentar global e aliviar o sofrimento de milhões de pessoas necessitadas em todo o mundo”, disse o porta-voz da ONU Farhan Haq em comunicado. “A implementação total pela Federação Russa, Ucrânia e Turquia é imperativa.”

“Eu sou o estranho”, diz o candidato a primeiro-ministro britânico Sunak

O ex-secretário do Tesouro britânico Rishi Sunak, um dos dois candidatos restantes ao cargo de próximo primeiro-ministro britânico, se descreveu como um estranho na competição no sábado. A renúncia de Sunak ajudou a desencadear uma revolta que viu o primeiro-ministro Boris Johnson concordar em renunciar após uma série de escândalos. Membros do Partido Conservador no poder votarão em um sucessor durante o verão, com anúncio em 5 de setembro.

(Com contribuições da agência.)

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.