Deixa Ronaldo em paz, diz Fernando Santos antes dos quartos-de-final entre Portugal e Marrocos

Cristiano Ronaldo ficou chateado quando Portugal ficou de fora do time titular contra a Suíça, mas a conversa sobre dispensá-lo era perfeitamente normal e é hora de o mundo parar de se concentrar no assunto, disse o técnico Fernando Santos na sexta-feira.

Ronaldo estava no banco quando Portugal venceu a Suíça por 6-1 nas oitavas de final. A associação de futebol do país mais tarde teve que negar publicamente relatos de que seu capitão ameaçou sair durante o torneio depois de falar com o Santos.

Portugal surpreendeu contra o Marrocos nas quartas de final no sábado e um Santos visivelmente frustrado não mediu esforços para explicar o que estava acontecendo nos bastidores para acabar com o problema.

“Ele (Ronaldo) nunca me disse que queria deixar a nossa seleção. Já é hora de pararmos de falar sobre essa conversa… Já é hora de deixar Ronaldo em paz e reconhecer o que ele fez pelo futebol português”, disse Santos.

“Sim, tivemos uma conversa… Tinha que acontecer, faz parte da nossa base. Não faço isso com todos os meus jogadores, mas ele é o capitão do nosso time. Você sabe o que ele representa para o futebol português, para os portugueses e para a seleção nacional.

“Eu o convidei para ir ao meu escritório (na jornada) e disse a ele: ‘Ouça, você não vai começar. Estrategicamente, é melhor não estar em campo.” Esperávamos um jogo difícil e guardaríamos para o segundo tempo.”

Ronaldo, o maior artilheiro da história do país, entrou como reserva e, embora não tenha marcado, Santos disse que foi profissional o tempo todo, aquecendo com seus companheiros e comemorando cada gol.

“Cristiano obviamente não ficou muito feliz com isso (estar no banco) porque ele sempre foi titular… e ele me perguntou se era uma boa ideia”, acrescentou Santos.

“Mas tivemos uma conversa normal onde expus os meus pontos de vista e claro que ele aceitou. Tivemos uma conversa aberta e normal.”

MELHOR JOGADOR

João Félix foi um dos jogadores que mais se destacou no jogo contra a Suíça, registrando duas assistências quando o atacante do Atlético de Madrid puxou os cordões e quebrou a defesa suíça.

O jogador de 23 anos negou relatos de que os jogadores foram instruídos a passar Ronaldo sempre que ele estava em campo e implorou ao português para não criar um ambiente hostil para o time.

“Nós igualamos o melhor jogador disponível. Cada um tem a sua opinião, pode interpretar o jogo como quiser, mas na minha opinião nem sempre temos que igualar o Cristiano”, disse Félix.

“O time sempre se desenvolve bem e não é porque ele está dentro ou fora de campo que o time joga melhor ou pior.”

Portugal jogou contra o Marrocos na Copa do Mundo de 2018, quando Ronaldo marcou na vitória por 1 x 0 e Santos disse se lembrar de como eles tiveram que “sofrer” para selar a vitória.

“Eles são um time muito forte, também no ataque. Pensar que este será um jogo fácil para Portugal não será”, acrescentou Santos.

“Os meus jogadores sabem o que este adversário tem para oferecer, o quão competentes são. É por isso que temos que entrar em campo com a mesma alegria e sem medo, jogar com confiança, porque claro que não basta ser competitivo”.

Os vencedores enfrentam Inglaterra ou França nas semifinais.

Nicole Leitão

"Aficionado por viagens. Nerd da Internet. Estudante profissional. Comunicador. Amante de café. Organizador freelance. Aficionado orgulhoso de bacon."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *