Portugal está a fazer “todo o possível” para ajudar a Ucrânia

O Presidente da República reiterou que o país está a fazer tudo o que está ao seu alcance para ajudar a Ucrânia depois de o Presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy ter identificado Portugal como um dos países que mais podem fazer.

“Entendo que aqueles que estão passando por uma guerra, como o presidente Zelenskyy, sempre querem mais: mais armas, mais recursos militares e mais apoio. Neste contexto, há países muito mais ricos e mais próximos do que Portugal, que podem dar mais do que nós demos, pois demos tudo o que podíamos, e em muitos casos até coisas que não esperávamos, que lhes podíamos dar .” disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O chefe de Estado falou aos jornalistas à margem do 12.º Congresso do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP), em Vilamoura, para reiterar a limitada disponibilidade de meios militares que podem fazer a diferença na guerra com a Rússia.

“Entendemos que estamos fazendo tudo o que é possível nas circunstâncias, ou seja, em nível político e diplomático, tudo o que podemos; a nível militar: dentro das nossas possibilidades. Quem tem disponibilidades e habilidades que nós não temos pode fornecer essas habilidades, nós podemos dentro dos nossos limites. Em termos de acolhimento, a nossa posição é muito simples: quem quiser vir é bem-vindo”, disse.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.