WTCR – Regras para Novatos! Urrutia o negócio da vila (real) em Portugal

Santiago Urrutia amenizou o calor intenso nas ruas de Vila Real para garantir a pole position para a WTCR Race de Portugal com uma volta deslumbrante ao redor do circuito de 4.790 km ao redor das casas.

Pilotando um Lynk & Co 03 TCR com pneus Goodyear e em temperatura ambiente de 33 graus Celsius, a sensação uruguaia bateu o rei do WTCR Yann Ehrlacher no primeiro lugar por apenas 0,049s, com Néstor Girolami em terceiro, 0,204s mais lento que a Cyan Racing Lynk & Co. motorista Ehrlacher.

O companheiro de equipa de Urrutia Cyan Performance Lynk & Co, Ma Qing Hua, foi quarto, apenas 0,001s atrás de Girolami, da ALL-INKL.COM Münnich Motorsport, enquanto Norbert Michelisz revidou após uma queda nos treinos em quinto para o BRC Hyundai N Squadra Corse.

“Estou super feliz, é sempre bom estar na pole”, disse Urrutia após a sua terceira vitória deste tipo na carreira no WTCR e na sua primeira visita a Vila Real. “Graças à Cyan Performance, eles me deram um carro muito bom. Foi um dia difícil para aprender a pista, mas os caras fizeram o melhor por mim. A última vez que estive na pole foi há muito tempo em Aragão, por isso estou feliz. Agora temos que cuidar da estratégia para amanhã.”

Ehrlacher ficou desapontado por perder a pole, especialmente com uma vantagem tão estreita. “É bom para a equipe. Temos 10 pontos hoje [for setting the fastest time overall in qualifying], então é uma façanha. É assim que é. Meu desempenho foi muito bom, mas infelizmente algumas coisas não chegaram ao fim. Mas fizemos um bom trabalho.”

Ace Azcona mais rápido no primeiro trimestre

O #FollowTheLeader da Goodyear, Mikel Azcona, estabeleceu o ritmo no Q1 de 30 minutos e fez uma volta rápida de 2:00.063 logo no final da sessão. Isso foi impressionante, considerando que sua equipe BRC Hyundai N Squadra Corse foi forçada a trabalhar duro e rápido para reparar danos em seu canto dianteiro direito depois que Azcona atingiu uma barreira.

Lynk & Co de Yvan Muller foi o segundo mais rápido à frente de Attila Tassi e Ehrlacher, o francês qualificou-se bem apesar de um problema de rádio que obrigou a uma mudança de capacete.

Néstor Girolami fez uma grande volta logo no final para sair da zona de queda para o P10 para garantir que ele chegasse ao Q2. Atrás deles, os Lynk & Cos de Ma Qing Hua e Thed Björk também chegaram ao P11 e P12.

Entre os perdedores estava o herói local Tiago Monteiro, que se classificou logo fora da bolha em um agonizante P13. Os outros que pararam de se classificar neste momento foram Esteban Guerrieri (ALL-INKL.COM Münnich Motorsport), Nathanaël Berthon e Tom Coronel (Comtoyou DHL Team Audi Sport) e Dániel Nagy (Zengő Motorsport).

Melhor Q2 vai para Rei do WTCR Ehrlacher

Em um Q2 muito disputado, Ehrlacher subiu ao topo dos tempos no final da sessão de 15 minutos com um tempo de 1:59.543 minutos e garantiu o número máximo de pontos. Os outros a se juntar a ele no Q3 foram Santiago Urrutia e Ma, tornando-se um 1-2-3 para Lynk & Co nessa parte da qualificação. Assim como no Q1, Girolami fez outro grande esforço para pular para o quarto lugar para também passar, enquanto o quinto e último classificado para o Q3 foi Nobert Michelisz, da BRC Hyundai N Squadra Corse.

O líder do Troféu WTCR, Mehdi Bennani, perdeu por pouco o sexto lugar na Comtoyou Team Audi Sport, enquanto Rob Huff terminou em sétimo no Zengő Motorsport CUPRA. Azcona abandonou em oitavo, Tassi em nono e Muller em P10 – o que significa que o francês largará a segunda corrida, com um grid parcialmente invertido, da pole position naquela que será a 100ª corrida do WTCR.

Gilles Magnus foi P11 depois de desacelerar durante a sessão, o belga relatando ‘sem energia’ no rádio, enquanto Björk foi P12 no meio da sessão após uma mudança no eixo de transmissão.

Urrutia o Street Star com Q3 Striker

No tiroteio de simples no Q3, Michelisz foi o primeiro a correr. O húngaro estabeleceu um respeitável recorde de 2:00.101 minutos. Girolami foi o próximo, o piloto da Honda provou ser mais lento que Michelisz no primeiro setor, mais rápido no segundo – e mais rápido no terceiro para assumir o primeiro lugar em 0,222s.

Ma foi a terceira a concorrer. Ele foi o mais rápido nos dois primeiros setores e parecia ser o mais rápido apenas para perder no último setor – para terminar incríveis 0,001s mais lento que Girolami.

Agora foi a vez de Urrutia. O uruguaio foi o mais lento no primeiro setor, perdendo mais tempo no segundo setor – e depois fez um fantástico último setor para pular para a frente, 0,253s mais rápido que a marca de 1m59,626s de Girolami.

Ehrlacher foi o último na corrida. O francês foi o mais rápido de todos no setor um, ficando atrás de Mas Benchmark no setor dois e perdendo tempo no setor final para terminar em segundo, apenas 0,049s atrás de Urrutia. Isso deixou a ordem final como Urrutia, Ehrlacher, Girolami, Ma e Michelisz.

Girolami estava feliz com o terceiro mais rápido. “Deixe-me parabenizar toda a equipe, eles fizeram um trabalho fantástico. Tiramos 100 por cento do carro, talvez 110. É por isso que às vezes cometemos erros, como em Aragão. Estamos absolutamente no limite.”

“Estou um pouco desapontado”, disse Ma, “porque foi uma quantidade muito pequena que foi perdida. Mas temos boas hipóteses amanhã porque os meus companheiros de equipa largam na primeira fila e nós estamos na segunda fila, além de Yvan estar na pole para a corrida da grelha invertida. Este é um resultado muito positivo para a equipe e estamos ansiosos para amanhã.”

A corrida 1 começa às 13h10, horário local, com a corrida 2, a 100ª corrida do WTCR, seguindo às 17h15.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.