Péssimo Atendimento ao Cliente Português – The Portugal News

EDITOR, a carta de Stephen Craggs (The Portugal News. 8 de Janeiro) reflecte a minha própria experiência ao serviço de clientes em Portugal. Isso me lembra o atendimento ao cliente na Inglaterra dos anos 1950/60. A empresa então pega seu dinheiro e é o fim do relacionamento sem pensar na responsabilidade contínua por seu produto ou mesmo na visão de longo prazo de que sua marca pode estar comprometida.

Atendimento ao cliente aqui parece ser um conceito desconhecido e, qualquer produto ou serviço que seja pago, é o próprio trabalho do diabo para obter satisfação quando as coisas dão errado. A excepção a este fenómeno é a Leroy Merlin cujo serviço ao cliente é, na minha opinião, excepcional (devo dizer que não tenho qualquer interesse nesta empresa!). Esta empresa parece entender desde o início que clientes satisfeitos significam que eles voltarão para mais. Em comparação, eu não colocaria meu pé na loja Worton.

Graças a Deus a DECO e a AFPOP, sem as quais nosso único recurso é encher os bolsos da profissão de advogado que, ao que parece, está se tornando lei por si mesma!

Quando as empresas daqui perceberão que é de seu interesse de longo prazo garantir que o atendimento ao cliente continue? Poderia fazer a diferença entre seus lucros aumentarem ou irem à falência. Alguns parecem ter colocado seus negócios fora do negócio!

Ken Butterfield,

Por email

Isenção de responsabilidade:
As opiniões expressas nesta página são do autor e não do The Portugal News.

Chico Braga

"Explorador. Organizador. Entusiasta de mídia social sem remorso. Fanático por TV amigável. Amante de café."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.