Tickle Swim desafia o canal a conscientizar sobre saúde mental pela 10ª vez

Sheilagh O’Leary começou a nadar cócegas há nove anos. O que era originalmente um item de lista de desejos pessoal para marcar se tornou uma tradição anual para aumentar a conscientização sobre a saúde mental. (Henrike Wilhelm/CBC)

Já se passaram nove anos desde que Sheilagh O’Leary nadou pela primeira vez The Tickle, um trecho de três milhas de águas abertas de Portugal Cove a Bell Island, mas para ela, a 10ª iteração deste ano da natação é mais do que apenas um número.

O Tickle Swim for Mental Health arrecada dinheiro para programas de treinamento e educação da Canadian Mental Health Association em Newfoundland e Labrador.

“É realmente sobre a conectividade e o trabalho feito”, disse O’Leary, vice-prefeito de St. John’s e co-presidente do evento.

“A doença mental é um problema muito sério. Mas acho que aqui está uma maneira de tentarmos melhorar essa situação na vida das pessoas.”

O que começou em 2013 com um pequeno grupo de sete pessoas agora se transformou em um evento anual com um máximo de 25 participantes.

Duas pessoas em trajes de mergulho entram no mar, uma pessoa já está nadando na água, outra pessoa em um caiaque ao fundo.  No fundo distante está a Ilha Bell.
Sheilagh O’Leary (direita) é retratada aqui com Lynn Moore (esquerda) e Jodee Richardson (centro) antes de seu primeiro mergulho no The Tickle em 2013. O que começou como a conclusão de uma entrada na lista de desejos se transformou em um evento anual de arrecadação de fundos para conscientização sobre saúde mental. (Enviado por Sheilagh O’Leary)

O’Leary diz que nunca esquecerá seu primeiro mergulho, que fez para marcar um item em sua lista de desejos.

“Quando olhei para Bell Island e o sol saiu”, disse ela, “era tão bonito. Foi tão bonito e muito desafiador. E a saúde mental é desafiadora e precisamos desafiá-la”.

Portanto, foi uma decisão natural dedicar o evento à conscientização sobre saúde mental, diz ela, acrescentando que tem um familiar afetado por doença mental.

A natação para 17 pessoas deste ano estava marcada para sábado, mas foi transformada em um evento virtual devido a uma corrente perigosamente forte.

Uma das participantes, Michelle Young-Hadden de Paradise, agora nadará o curso em uma piscina.

Uma mulher sorri para a câmera e mostra os dentes.  Ela usa um suéter com um logotipo no lado esquerdo "Documentos para saúde e bem-estar" e abaixo "Associação Médica de Terra Nova e Labrador".  Ela está parada na frente de um carro com um caiaque no teto.
Michelle Young-Hadden é médica e está participando do Tickle Swim pela primeira vez este ano. No entanto, ela nadou o Tickle antes – 25 anos atrás. (Henrike Wilhelm/CBC)

A atividade física sempre foi uma grande parte da manutenção de uma boa saúde mental para si mesma, diz ela. E como ex-competidora de triatlo do Ironman, ela está acostumada a nadar longas distâncias.

Ao participar da arrecadação de fundos pela primeira vez, ela completou o Tickle há 25 anos como um desafio pessoal.

No domingo, ela foi a principal arrecadadora de fundos do evento, arrecadando mais de US$ 2.500 da meta total de US$ 50.000. Até agora, o evento atingiu cerca de metade do seu objetivo.

“Eu queria coletar o máximo possível… para reduzir o estigma em torno da saúde mental, que é o que estamos tentando fazer há anos”, disse Young-Hadden. “E realmente, eu não sei o quanto isso diminuiu. Definitivamente ainda está lá.”

Young-Hadden, um neurologista que atuou como médico de família até 2013, viu em primeira mão quantas pessoas são afetadas por doenças mentais.

“Em um dia, pelo menos 25 a 30 por cento dos meus pacientes [as a family doctor] estavam lá para acompanhamento ou um novo diagnóstico de um problema de saúde mental, principalmente depressão e ansiedade”, disse Young-Hadden.

Uma mulher em roupas de corrida corre sob um arco lendo Ironman.  Um relógio pode ser visto sob o logotipo.
Michelle Young-Hadden competiu em vários triatlos de Ironman, incluindo o Campeonato Mundial de Ironman no Havaí em 2012. Embora tenha se aposentado da competição, ela diz que agora quer competir no Tickle Swim todos os anos. (Enviado por Michelle Young-Hadden)

Problemas de saúde mental, diz ela, também afetaram pessoas próximas a ela, incluindo familiares e colegas. É por isso que ela está aumentando ativamente a conscientização sobre saúde mental com uma iniciativa chamada Docs for Health and Wellness, que aborda a necessidade de equilíbrio entre vida profissional e pessoal para profissionais de saúde e pacientes.

De acordo com aquilo Associação Canadense de Saúde Mentaluma em cada cinco pessoas no Canadá tem um problema de saúde mental ou um insanidade cada ano.

A associação diz ainda que cerca de metade da população nacional terá uma doença mental aos 40 anos.

É por isso que o evento é importante para O’Leary, diz ela.

“É assustador nadar lá. Quero dizer, estamos falando de uma hora e meia a talvez três horas de natação em território desconhecido”, disse O’Leary.

“Mas isso não parece paralelo a alguns dos desafios de saúde mental que as pessoas têm?”

Leia mais de CBC Newfoundland and Labrador

Marco Soares

Entusiasta da web. Comunicador. Ninja de cerveja irritantemente humilde. Típico evangelista de mídia social. Aficionado de álcool

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.