Instagram retira proibição de mamilos

O Instagram pediu desculpas por censurar o pôster oficial do novo filme do diretor espanhol Pedro Almodóvar, “Madres Paralelas”, que apresenta mamilos femininos.

O dono do Instagram, Facebook, confirmou à Associated Press na quarta-feira que algumas das imagens “Madres ParalelasO cartaz, que mostra os mamilos retirados “por violar as regras contra a nudez”, foi publicado na segunda-feira. “No entanto, abrimos exceções que permitem nudez em algumas circunstâncias, que incluem um contexto artístico claro. Então, restauramos a publicação compartilhando o pôster Pedro Almodóvar‘s no Instagram e lamentamos a confusão que isso causou”, disse a empresa em comunicado, que também foi compartilhado pelo autor do pôster, Javier Janeque acusa as redes sociais de censura.

As regras do Facebook e do Instagram, bem como as proibições anteriores, levaram à disseminação #FreeTheNipple (movimento “Liberte os mamilos”), usado por artistas e celebridades para descrever mamilos, apesar da regra, que não cobre mamilos masculinos. No Twitter, Jaén agradeceu “a todos que tornaram possível” a recuperação da imagem, estendendo sua gratidão também ao diretor Pedro Almodóvar “por sua coragem, integridade e liberdade”. “Esta é provavelmente a primeira foto que vi quando nasci. Empresas como o Instagram me dizem que meu trabalho é perigoso, que as pessoas não deveriam vê-lo, que é pornografia. Quantas pessoas dizem que seu corpo é ruim, que seu corpo é perigoso?” Jaén perguntou à AP.

“É a nossa vitória, uma grande vitória. Devemos estar vigilantes antes que as máquinas decidam o que podemos e o que não podemos fazer. Sempre confiei na amizade de estranhos, mas quando são humanos e algoritmos não. Não importa quanta informação você tenha, você nunca terá coração ou bom senso. Mil obrigados por tudo, mais uma vez. Espero que o filme corresponda às suas expectativas”, lê-se na mensagem do realizador.

Controvérsia causada por ações algorítmicas de mídia social sobre imagens artísticas ou repetidas representações de nudez, após, por exemplo, levar a uma disputa legal de oito anos na França, que opôs usuários do Facebook contra a rede social por terem visto suas contas serem encerradas por compartilhar o conteúdo. pintura “A Origem do Mundo”, de Gustave Courbet, que retrata a genitália feminina. O tribunal encontrou o usuário à direita.

Madres Paralelas” será o filme de abertura, em competição, do 78º Festival Internacional de Cinema de Veneza, que acontece entre os dias 1 e 11 de setembro na cidade italiana. “Nasci como diretor em Veneza em 1983 na área de ‘Mezzogiorno Mezzanotte’. Trinta e oito anos depois, fui convidado para abrir o festival. Não posso descrever a alegria e a honra, e o quanto elas significam para mim, sem ser complacente. Estou muito grato ao festival por este reconhecimento e estou ansioso por cumpri-lo”, disse o realizador, citado no seu comunicado.

Pedro Almodóvar estreou-se em Veneza em 1983 com “Negros Hábitos”. Em 2019, foi premiada com o Leão de Ouro da carreira e no ano passado voltou para a estreia do curta-metragem “A Voz Humana”, estrelado por Tilda Swinton. “Madres Paralelas”, cujo elenco inclui Penélope Cruz, Milena Smit, Israel Elejalde, Aitana Sánchez-Gijón e apresenta duas atrizes de Almodóvar, Julieta Serrano e Rossy De Palma, que conta a história de duas mulheres que dividem o mesmo quarto no hospital onde se encontram. dar a luz.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.